26 de Setembro, 2013 - 10:58 ( Brasília )

Inovação em cursos expeditos no CIAW


“Aqui se formam os profissionais do mar”. Com essa missão, o Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), localizado no Rio de Janeiro (RJ), forma os futuros Oficiais da Marinha do Brasil, capacita e aperfeiçoa Oficiais em prol do seu desenvolvimento profissional nos mais diversos cursos expeditos. No mês de agosto, o CIAW acrescentou mais uma novidade em sua grade: o Adestramento no Simulador de Falhas do Sistema de Combate das Fragatas Classe “Niterói” Modernizadas (SDS).
 
O SDS tem a capacidade de replicar os sinais trocados entre armas, sensores e os sistemas táticos e de armas. As interfaces que os interligam, por onde trafegam sinais de informação, ordens e controles são reais, ou seja, são as mesmas encontradas nas Fragatas da Classe “Niterói”. Além dos alunos dos cursos expeditos e de aperfeiçoamento do CIAW, os militares que servem a bordo das Fragatas Classe “Niterói”, constantemente, comparecem ao CIAW para receber adestramento prático no simulador de combate.
 
Apesar dessa novidade, os tradicionais Cursos Expeditos de Técnicas de Ensino (C-EXP-TE) e de Administração de Redes LINUX para Oficiais (C-EXP-ADREDES-LINUX-OF) continuam a ser ministrados no CIAW.
 
O Capitão-de-Mar-e-Guerra (RM1) Monteiro, um dos responsáveis pelo C-EXP-TE, enfatiza que “os temas abordados focam no planejamento, na organização de objetivos, na utilização de recursos instrucionais, na condução e na avaliação do processo de ensino-aprendizagem, bem como na realização de diversas práticas de ensino, habilitando os militares”.
 
Já o C-EXP-ADREDES-LINUX-OF habilita os Oficiais ao emprego das técnicas de administração de redes locais de servidores que utilizem o Sistema Operacional LINUX. Ministrado pelo Capitão-de-Fragata (T) Wagner Santana de Freitas, o curso abrange instalação, gerenciamento de usuários, processos, serviços de rede, entre outros tópicos. “O curso é de extrema importância para os militares que terão responsabilidades de administrar os servidores SUSE LINUX”, enfatiza o Instrutor.