08 de Maio, 2013 - 11:05 ( Brasília )

Navio-Patrulha Oceânico “APA” atraca, pela primeira vez, em porto brasileiro


O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “APA”, segundo navio da classe NPaOc, atraca, no dia 7 de maio, pela primeira vez em terras brasileiras, no Porto do Rio Grande (RS), onde permanece até o dia 13.

O navio será aberto à visitação pública, no dia 12, domingo, das 14h às 18h. De Rio Grande seguirá para Itajaí, chegando, em 24 de maio, no Rio de Janeiro (RJ).

O navio partiu da Base Naval de Portsmouth, no Reino Unido, no dia 11 de março, tendo feito escala em diversos países, entre eles: Angola, Espanha, Gana, Mauritânia, Namíbia, Portugal e Senegal. Durante a travessia pelo Atlântico pôde interagir com as Marinhas dos países Africanos visitados, realizando exercícios conjuntos e treinamento anti-pirataria.

O NPaOc “APA” é o segundo do lote de três navios adquiridos pela Marinha, como parte do Programa de Obtenção de Meios, sendo incorporado à Força, no dia 30 de novembro de 2012, quando recebeu o nome de “APA”, uma referência ao importante rio da Região do Pantanal, que delimita a fronteira entre o Brasil e o Paraguai, cuja bacia hidrográfica tem cerca de 12.000 quilômetros quadrados em território brasileiro.

O principal destaque dos Navios-Patrulha Oceânicos é sua autonomia de navegação, podendo ficar até 35 dias sem reabastecimento. Poderá ser utilizado em diversas tarefas, tais como operações de Patrulha Naval, assistência humanitária, busca e salvamento, fiscalização, repressão às atividades ilícitas e prevenção à poluição hídrica, e principalmente no patrulhamento da “Amazônia Azul”. O NPaOc “APA” irá operar, primordialmente, na região das bacias petrolíferas do Espírito Santo, de Santos e do Rio de Janeiro.

Especificações do NPaOc “APA”

Peso: 1.800 toneladas;

Comprimento total: 90,5 metros;

Deslocamento carregado: 2.170 toneladas;

Velocidade máxima: 25 nós (equivalente a 46 km/h);

Autonomia: 35 dias;

Capacidade de tropa embarcada: 51 militares;

Capacidade de transporte de carga: seis contêineres de 15 toneladas; e

Armamento: um canhão de 30mm e duas metralhadoras de 25mm.