COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Segurança

03 de Fevereiro, 2012 - 22:03 ( Brasília )

Greve PM/BA -Defesa Duplica Forças Federais

Ministério da Defesa dobra efetivos militares mobilizados para reforçar segurança na Bahia

Brasília, 3/2/2012 – Um dia após o envio dos primeiros efetivos, o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) anunciou que irá dobrar, a partir desta sexta-feira, o número de militares mobilizados para apoiar o governo da Bahia em razão da greve de policiais no Estado.

Na noite de ontem, 1.250 homens foram enviados à capital Salvador com o objetivo de manter o ambiente seguro e coibir delitos. Hoje, outros 1.350 militares começam a se juntar à missão, para impedir que novas ocorrências possam provocar problemas de segurança em diferentes locais do Estado.

Cabe ao EMCFA, órgão subordinado ao Ministério da Defesa, o controle operacional da missão, que integra a atuação de militares da Força Nacional de Segurança, vinculados ao Ministério da Justiça, e das três Forças Armadas: Marinha, Exército e Aeronáutica.

A maior parte dos efetivos mobilizados está ligada ao Comando Militar do Nordeste, que reúne tropas de diferentes estados da região. Somente na Bahia, estão a serviço da operação 600 homens provenientes do 19º Batalhão de Caçadores (BC) de Salvador e outros 600 do 35º Batalhão de Infantaria (BI) de Feira de Santana, unidades ligadas ao Exército Brasileiro.

Além disso, 250 fuzileiros navais da Marinha foram acionados para garantir a segurança de portos e terminais de embarque. A Força Aérea Brasileira (FAB), por sua vez, designou cerca de 400 militares para cuidar do funcionamento regular dos aeroportos públicos em todo o Estado.

Quatro helicópteros (três Esquilos e um Pantera) provenientes do Batalhão de Aviação do Exército de Taubaté (SP) integram também a missão, que emprega ainda 150 homens da Brigada de Infantaria Paraquedista, localizada no Rio de Janeiro (RJ).

Segundo o EMCFA, aproximadamente 2.600 elementos operacionais, além de 300 militares da Força Nacional de Segurança, estarão engajados em operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na Bahia. Todos esses efetivos estão sob o comando do general Gonçalves Dias, comandante da 6ª Região Militar (RM), localizada em Salvador.

A depender da evolução dos acontecimentos, uma reserva de 4 mil homens provenientes de tropas da 10ª Região Militar, em Fortaleza (CE), poderá ser acionada para reforçar a segurança no Estado.



Outras coberturas especiais


Guarani

Guarani

Última atualização 17 AGO, 11:50

MAIS LIDAS

Especial MOUT