COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Segurança

22 de Janeiro, 2012 - 21:55 ( Brasília )

MOUT - Depois de oito anos, Pinheirinho está vazio

Com pesado efetivo e blindados, Força está cumprindo a reintegração de posse da área; os moradores foram pegos de surpresa e os líderes do acampamento foram algemados; advogado dos sem-teto faz B.O.

DefesaNet

Excelente série de artigos publicados pelo O Vale, de São José dos Campos, mostra a preparação dos invasores inclusive com ajuda do Movimento Irregular MST.. Um impensável movimento na região de alta tecnologia do Brasil.

MOUT - MST treina ‘exército’ para a luta no Pinheirinho, em São José dos Campos O Vale 15 Janeiro 2012 Link

MOUT - Migrantes encabeçam ‘pelotão’ do Pinheirinho O Vale 15 Janeiro 2012 Link

Publicado por O VAlLE ao longo do dia de 22 Janeiro 2012 Link
 

Beatriz Rosa /  Flávia Marreira /  Vivian Zwaricz / Marinella Souza /
 Aurélio Moreira / Carolina Teodora /  Maria D'Arc Hoyer / Filipe Manoukian
 Luara Leimig /  Michelle Mendes/Bom Dia / Tânia Campello/ Bom Dia

 

 São José dos Campos
 
Desde a madrugada de hoje (22JAN12), a Polícia Militar  está com um forte efetivo no acampamento sem-teto do Pinheirinho, na zona sul de São José dos Campos, para cumprir a ordem de reintegração de posse da área. O dia teve clima de guerra naquela região. Acompanhe todas as novidades:
 

21h57 - Neste momento a situação no centro de triagem da prefeitura está tranquila. A PM fechou o acesso às ruas do entorno e está fazendo o policiamento no local. A prefeitura está recolocando as grades que foram quebradas ao longo do dia.

21h 54 - O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região informou que amanhã, às 9h, fará um ato na praça Afonso Pena, no centro da cidade, exigindo "o fim da violência contra o povo do Pinheirinho e a regularização da área.
 
21h40 - De acordo com a prefeitura, a operação terminou às 18h30. Três pessoas permanecem internadas em hospitais da cidade. Ainda não há balanço oficial do número de atendimentos aos feridos.
 
21h03 - Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, David Washington Furtado, ferido no Pinheirinho, já passou por cirurgia no Pronto-Socorro da Vila Industrial, está consciente, o quadro é estável e não corre risco de morrer.
Mais de 520 famílias já foram cadastradas no centro de triagem.
 
20h19 - Segundo o capitão Antero, o Pinheirinho já foi totalmente evacuado. "Não tem mais ninguém no Pinheirinho", disse. Todos os moradores já foram encaminhados para o centro de triagem ou para a casa de familiares
 
20h16 - Três homens foram presos por furto de veículo quando distribuíam panfletos em prol do Pinheirinho, em manifestação no Jardim Aquarius, na região oeste de São José, na tarde de ontem. Segundo a Polícia Militar, o veículo, um corsa verde com placa de São José, havia sido furtado no dia anterior na rua Sebastião Hummel, no centro da cidade. No interior do veículo foram encontrados exemplares de um boletim em prol do
Pinheirinho elaborado pelo PSTU, além de um cachimbo de crack, um facão e dois pinos de cocaína. De acordo com a polícia, dois dos detidos já teriam passagem pela polícia por roubo e tráfico de drogas.
 
20h11 - Mesmo debaixo de chuva, um grupo de cerca de 100 pessoas entre estudantes, sindicalistas e lideranças de movimentos sociais de São José, realizou uma manifestação pacífica em frente ao condomínio, onde mora o prefeito Eduardo Cury (PSDB). Por mais de duas horas, eles ocuparam duas das três pistas da avenida São Joãoo com gritos de protesto para chamar a atenção do prefeito sobre a desocupação da área. A manifestação causou lentidão em um trecho de 500 metros e desagradou moradores do entorno. Durante o protesto, os manifestantes criticaram a suposta omissão do prefeito que teria 'fugido' da crise e contribuido para um banho de sangue no acampamento. Cerca de 20 policiais militares acompanharam o movimento e se posicionaram em frente a entrada do condomínio. Participam do protesto representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, da OJE (Organização dos Jovens e Estudantes) e da Anel (Assembleia Nacional dos Estudantes Livre).
 
20h02 - Um abrigo no Ginásio Poliesportivo Ubiratam Pereira Maciel, localizado no bairro Dom Pedro 1º, está pronto para receber 200 famílias, com pelo menos cinco integrantes em cada uma.
 
19h40 - Já começou a demolição das casas que já foram desocupadas no Pinheirinho. Segundo informações extraoficiais, os imóveis com pertences dos moradores primeiro serão desocupados para depois o trator derrubá-los.
 
19h33 - Há informações ainda não confirmadas de que o barracão, onde é realizada a missa, já foi derrubado pelo trator. A informação é de moradores que estão saindo de suas casas.
 
19h19 - Um novo confronto teve início na avenida do Imperador. A PM conteve os moradores que ficaram indignados com a chegada do trator que será usado para derrubar as casas do Pinheirinho.
 
18h58
- O confronto entre a polícia e os moradores do Pinheirinho recomeça pela terceira vez. Os policiais estão  avançando pela Estrada do Imperador, atacando os moradores com armamento não letal -  balas de borracha e bombas de efeito moral.
 
18h25 - Cerca de 100 estudantes mais representantes de movimentos sociais estão em frente ao condomínio do prefeito Eduardo Cury. Eles bloquearam duas pistas da avenida São João. Pelo menos 20 PMs acompanham a manifestação para impedir qualquer ato de vandalismo. A ação segue pacífica. Cinco viaturas, uma base móvel e cinco motos estão no local. O ato teve início por volta das 16h.
 
18h17 - Balanço parcial da Polícia Militar da conta que até o momento 18 pessoas foram detidas, oito veículos incendiados e um carro depredado. Segundo a PM, não houve feridos durante a operação da Polícia Militar.
 
18h03 - Enquanto todos os servidores municipais, escalados para o plantão no Centro de Triagem, vão embora, quem assume à frente do local são os secretários do primeiro escalão. Já estão lá o assessor de comunicação, Felício Ramuth, e o secretário de Saúde, Danilo Stanzani Júnior. Há informação de que o secretário de Transportes, Anderson Farias Ferreira também está se dirigindo para lá.
 
17h57
- Um homem que  morava no Pinheirinho sofreu um infarto há pouco no Centro de Triagem. Ele foi atendido no Centro Médio avançado e foi encaminhado em estado grave para o Pronto-Socorro da Vila Industrial. Ao todo, o centro médico realizou 15 atendimentos. Todos de ferimetos provocados por conta do confronto entre sem-teto e Polícia Militar e Guarda Civil Municipal.
 
17h30 - O carro do secretário de Desenvolvimento Social, Francisco Sawaia de Lima, foi depredado na tarde de hoje. Em razão do confronto próximo ao Centro de Triagem, as assistentes sociais deixaram o local. Assim, o assessor de comunicação da prefeitura, Felício Ramuth está entregando as senhas. Mas mesmo assim a triagem foi suspensa temporariamente.
 
17h20 - A situação de confronto na região do Pinheirinho se tranquilizo no Centro de Triagem após ação da PM.
 
17h11 - O juiz assessor da presidência do Tribunal de Justiça, Rodrigo Capez, disse que a reintegração está sendo tranquila e que a operação deve acabar ainda hoje. "Está tudo na mais tranquilidade possível. Os PMs estão convidando as pessoas a retirar seus pertences e elas estão saindo sem desordem e não há nenhuma hostilidade. Acreditamos que a ação termine ainda hoje", falou.
 
16h41 - Recomeçou o confronto na região do Pinheirinho. Manifestantes que estão próximos ao alojamento enfrentam a PM que responde com balas de borracha e gás lacrimogêneo. E perto do Centro de Triagem manifestantes enfrentam a Guarda Municipal.
 
16h32
- Alguns ex-moradores do Pinheirinho estão neste momento tentando depredar as tendas instaladas no Centro Poliesportivo que fica em frente ao acampamento onde funciona o Centro de Triagem.
 
16h18 - A Prefeitura de São José deu início à remoção dos móveis das casas que já haviam sido desocupadas e lacradas. Os tratores já estão a postos para entrar no acampamento e destruir os imóveis.
 
15h52 - A Polícia Militar concedeu entrevista coletiva na tarde de hoje e  mais uma vez negou possíveis mortes durante a reintegração de posse do Pinheirinho. Sobre o rapaz que foi gravemente ferido, a PM disse que foi um caso fora da da operação de reintegração.

Segundo a corporação, todo o espaço do acampamento foi ocupado em 40 minutos e 16 pessoas foram detidas por resistência e levadas para o 3º DP da cidade. Foram apreendidas armas brancas, como facas e pedaços de pau com pregos nas pontas.

 A PM acredita que até amanhã, no máximo, todas as famílias sejam retiradas do local. Após a saída dessas famílias, dá-se início a demolição das casas. A polícia somente sairá do local quando a posse for entregue ao proprietário.
 Ainda de acordo com a PM, a reintegração está sendo mais tranquila do que esperava.
 
14h57 - 235 famílias já foram atendidas no Centro de Triagem que está funcionando nas tendas montadas pela prefeitura em frente ao Pinheirinho. 120 delas pediram mudança para São José dos Campos. Outras cinco pediram passagem para outras cidades. Outras 110 famílias vão para alojamentos, sendo que 54 vão ficar em alojamentos por um período a curto prazo e 56 a longo prazo.
 
14h12 - A via Dutra continua interditada, segundo a NovaDutra, entre os kms 154 e 155 sentido Rio de Janeiro. A rodovia foi bloqueada por moradores do Pinheirinho. Apenas a faixa da esquerda foi liberada.
 
14h07 - O Deinter 1 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) de São José dos Campos reforçou o efetivo de escrivães e investigadores nas delegacias de plantão da cidade.

 Durante o trabalho de reintegração de posse do Pinheirinho que está sendo executado pela Polícia Militar, os policiais civis de plantão nos 1º e 3º Distritos estão atuando no registro de ocorrências.

 Até agora foram registradas 15 prisões, casos de veículos queimados e um homem baleado.

 "Homens da DIG e Dise também estão de plantão, preparados para dar apoio em eventuais transportes de presos", disse o delegado assistente do Deinter,  Edilzon Lima
 
13h49 - Pelo menos oito carros foram incendiados e 15 pessoas foram feridas durante a operação.
 
13h46 - Pelo menos 260 famílias já saíram de suas casas no Pinheirinho. Segundo a PM, eles têm até as 20h para fazer toda a reintegração. O número de Oficiais de Justiça chega a 40. Os moradores também tiveram a água e a luz cortadas.
 
13h38 - A Polícia Rodoviária Federal acaba de informar que a Dutra já foi liberada.
 
13h36 - A via Dutra acaba de ser bloqueada por moradores do Pinheirinho. Segundo a NovaDutra, a pista sentido Rio está totalmente interditada nos kms 154 ao 155. A interdição teve início às 13h20. O congestionamento chegou a 1 km.
 
13h25 -  Um policial militar se feriu durante a operação e está estável e consciente. Líder do movimento sem-teto,  Valdir Martins, o "Marron", afirmou que não está mais dentro do acampamento. "Eu estava lá no momento em que a polícia entrou. Eles entraram no acampamento de forma violenta, sem respeitar ninguém. Agiram de forma agressiva com todo mundo, inclusive eu fui agredido", disse.
 
13h21 - As famílias já começaram a ser retiradas do acampamento. A prefeitura vai começar a servir o almoço neste momento no Centro de Triagem que fica em frente ao Pinheirinho. Segundo a prefeitura, serão servidos 5 mil refeições.

13h11 - A unidade da Fundhas do Campo dos Alemães está sendo depredada. O local está sendo invadido e computadores e outros eletrônicos estão sendo roubados.
 
12h28 - Em entrevista coletiva o juiz assessor da presidência do Tribunal de Justiça, Rodrigo Capez, afirmou que só havia um protocolo de intenções por parte do Governo Federal, não havia nenhum interesse da Prefeitura de São José em desapropriar a área."A juíza [ da  6ª Vara Cível de São José]  Márcia Faria Mathey Loureiro fez uma consulta ao presidente do Tribunal de Justiça, que entendeu que as justiças Estadual e Federal são independentes e uma não pode se sobrepor à outra. Assim, a reintegração de posse do terreno está mantida", disse.
 
12h11 - Pelo menos 400 servidores e 120 assistentes sociais estão envolvidos na operação.
 
12h07 - Mais quatro pessoas foram detidas por resistir ou atacar a Polícia Militar. Agora, no total, são 15 pessoas detidas e levadas para o 3°DP.
 
12h02
- As famílias começaram a serem retiradas de suas casas. Elas estão recebendo uma senha para, posteriormente, passar por uma triagem. Aos prantos, as famílias estão sendo levadas para a escola Edgar Melo.
 
11h44
- Neste momento 15 Oficiais de Justiça junto com soldados da Tropa de Choque estão em frente ao portão do Pinheirinho para cumprir a ordem de despejo. Pelo menos cinco ônibus vazios estão no local, provavelmente, para retirar as famílias do acampamento.
 
Até o momento pelo menos 11 pessoas foram detidas e encaminhadas para o 3ºDP.

Um homem ficou ferido por um tiro durante confronto entre a Guarda Municipal e um grupo de vândalos que tentou invadir o poliesportivo do Campo dos Alemães. Segundo a prefeitura, a vítima passou por uma cirurgia e está estável.
 
10h59 - Mais uma pessoa foi detida por resistência. Ela também foi levada para o 3º DP da cidade.
 
10h57 - Segundo a PM, mais de 2.000 homens das 39 cidades do Vale do Paraíba estão envolvidos na operação. De acordo com o Capitão Antero, o policiamento nos outros municípios não foi afetado.  A preocupação da PM é com o aspecto social.
 
Dois helicópteros estão sendo utilizados na operação. Um é o Águia e o outro é o Olho de Águia. Esse último possui uma câmera que está filmando e fotografando toda a ação.
 
Ainda de acordo com a Polícia Militar, não está sendo utilizado arma letal, apenas gás lacrimogêneo, bomba de luz e som e bala de borracha. Eles afirmam que não há feridos em confronto com a PM.
 
Segundo a PM, a Tropa de Choque entrou e fez o domínio do local. Agora, a retirada deve ser feita a qualquer momento.
 
A PM montou uma estrutura para a imprensa em um colégio que fica no bairro.

10h40 - Um carro de Unidade de transmissão móvel da TV Vanguarda acaba de ser incendiada. O veículo é utilizado para fazer links ao vivo. Outros dois carros também foram incendiados.
 
10h20 -
Dez pessoas foram detidas e levadas para o 3º DP, que fica no Conjunto 31 de Março, no Parque Industrial. Duas viaturas do grupo de elite da PM saíram do Pinheirinho com o veículo lotado de armamentos caseiros.

9h57 - Em entrevista coletiva, o Capitão Antero da PM, negou que o tiro que atingiu o rapaz, gravemente ferido, tenha sido disparado por policiais militares.
 
9h49 - A estratégia da PM - A Polícia Militar bloqueou todas as ruas dentro do acampamento. Ninguém sai, ninguém entra. A ação deve, para suspostamente, faciltiar a retirada das famílias por quadra.
 
9h45 - Os moradores do Pinheirinho colocaram fogo em um carro que estava na rua. Um caminhão do Corpo de Bombeiros já chegou ao local.
 
8h40 - Um rapaz, David Washington Furtado, foi gravemente ferido e foi levado para o Hospital Municipal da cidade. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde, ele está no centro cirúrgico e o estado de saúde dele é grave. Outros três feridos foram levados para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Campo dos Alemães, também na zona sul de São José.
 
A informação é de que neste momento a PM está utilizando armas de fogo dentro e fora do Pinheirinho. A informação ainda é extraoficial.
 
O clima no local é de guerra. A PM cercou todas as entradas.
 
Neste momento está havendo um confronto entre moradores e PM nas mediações do acampamento. Os moradores estão jogando pedras e a polícia reage com balas de borracha.
 
Prefeitura. O secretário de Desenvolvimento Social, Francisco Sawaia de Lima, está em reunião com equipes da prefeitura neste momento. Pelo menos quatro ambulâncias estão de prontidão na entrada do acampamento.
 
Operação. A operação teve início às 6h ddeste domingo com helicópteros Águia sobrevoando o local e jogando bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. Os moradores foram pegos de surpresa e começaram a atear fogo nas barricadas de pneus na tentativa de uma reação.
 
Mas a ação da PM foi muito rápida. A Força já sabia onde estavam as armas e onde os líderes moravam. As armas foram apreendidas e os líderam foram algemados para desmobilizá-los. Todos os moradores estão sendo mantidos dentro de suas casas.
 
O pintor Cleiton Alves de Souza, de 26 anos, e sua esposa, Larissa da Silva, 19 anos conseguiram sair do acampamento com seus dois filhos, de 2 anos e 1 mês. Eles alegaram estar com muito medo.
 
Alguns outros moradores, que também saíram de suas casas, tiveram que voltar. Eles alegam que a não tem para onde ir.
 
Neste momento, há um confronto entre os moradores do Pinheirinho e os guardas municipais que tomam conta das tendas que a prefeitura montou em frente ao local. Os moradores estão jogando pedras na Guarda que reagiu com balas de borracha. Parte do poliesportivo do Campo dos Alemães foi depredada.

Ferido. Uma pessoa foi ferida no acampamento e levada para o Hospital Municipal da cidade. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dela.
 
Sem-teto. O advogado dos sem-teto, Aristeu Neto, acabou de fazer um B.O. (Boletim de Ocorrência) de flagrante por desobediência à ordem da Justiça Federal que havia se manifestado a favor da regularização do local. Ele Acabou de entrar com um contramandado para suspender a reintegração de posso. Segundo ele, a ordem desrespeita a Justiça Federal.
 
Neto também está tentando recorrer ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), na tentativa de suspender a reintegração.
 
Operação de guerra. A PM montou uma verdadeira operação de guerra no local. Todas as ruas do entorno foram barradas para impedir a saída dos moradores. Até mesmo parte da imprensa foi recebida a bombas.
 
Pelo menos 1.800 PMs estão envolvidos na operação que conta com o apoio da Tropa de Choque e da equipe da ROTA de São Paulo.