COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Segurança

06 de Janeiro, 2012 - 13:35 ( Brasília )

CEARÁ - Tropas Federais continuarão em atuação e ganham reforço da FAB


Publicado Diario do Nordeste 05 Janeiro 2012

FERNANDO RIBEIRO/FERNANDO BARBOSA/EMERSON RODRIGUES
EDITOR/REPÓRTERES


O efetivo de, aproximadamente, 1.100 homens das tropas federais permanecerá em atuação no Ceará por tempo indeterminado mesmo depois do fim da paralisação dos policiais e bombeiros militares. Além dos efetivos do Exército e da Força Nacional de Segurança (FNS), está prevista a chegada de unidades da Força Aérea Brasileira (FAB) e até a chegada de dois blindados.

De acordo com o Comando da ´Operação Ceará´, o número de viaturas realizando o patrulhamento ostensivo durante o dia de ontem na Capital e região metropolitana foi de 160 viaturas e dezenas de veículos para transporte de tropa.

Reforço

Além da realização do patrulhamento nas ruas de Fortaleza e do Municípios do Interior do Estado, os homens da Força de Segurança Nacional (FNS) e do Exército Brasileiro (EB) também estão reforçando a vigilância nas delegacias cearenses após a deflagração da greve de inspetores e escrivães da Polícia Civil, na última terça-feira (3).

Na tarde de ontem, em entrevista coletiva na 10ª Região Militar, o tenente-coronel Charles Moura, oficial responsável pela 5ª Secção (Comunicação Social), afirmou que o efetivo será reforçado com a chegada de dois blindados para transporte das tropas e mais 400 militares, sendo 140 do Exército (Recife), 30 da Força Aérea Brasileira (FAB) e 230 da FNS. "A Segurança, durante esse período de transição vai ser reforçada. Teremos o efetivo normal (policiais militares e bombeiros) e as tropas federais atuando", afirmou Moura.

O oficial salientou que a ´Operação Ceará´ só será encerrada após nova ordem da presidente da República Dilma Roussef. "A população deve permanecer tranquila, pois a determinação federal ocorrerá somente quando tudo voltar ao normal".

Nas delegacias, o efetivo federal foi mobilizado visando preservar o controle dos prédios e "garantir a continuidade dos serviços". Com os xadrezes superlotados, os militares, em grupo de oito homens, estão patrulhando algumas delegacias, como a Metropolitana de Maracanaú.

Indagado se os militares também poderiam atuar registrando ocorrências no lugar dos policiais civis, o tenente-coronel foi evasivo. "A Força Ceará estuda e faz o planejamento das necessidades que vão surgindo, diante do dinamismo das situações. Tudo isso vai ser monitorado diante das nossas reuniões diárias. As demandas para as delegacias estão sendo planejadas. Quando tivermos uma informação precisa sobre o que vai ser feito e se for interrompido o registro de ocorrências, ou ficar difícil para o cidadão ou para as forças policiais registrar ocorrências, serão instalados postos. Esta medida administrativa pode ser executada", disse.

O chefe da Comunicação Social da 10ª Região Militar afirmou ainda que, o número de ocorrências registradas anteontem reduziu significativamente em relação a ontem. "Isso é um indicativo de que a normalidade está sendo atingida. Nosso foco de atenção é a segurança da população e das instalações".

O oficial solicitou ainda que, ao fazerem denúncias de crimes para a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), as pessoas repassem a maior quantidade de informações para descartar qualquer suspeita ou indício de trotes.

Interior

Além dos homens do Exército cearense entre as tropas federais presentes no Estado, há militares do Rio Grande do Norte, Maranhão, Piauí e Pernambuco . No Interior do Estado, 200 homens foram deslocados para atuar na Região do Cariri, sendo 130 para Juazeiro e 70 para o Crato.

PMs se dizem aliviados e comemoram

Alívio e comemoração. Este foi o sentimento que dominou, ontem, a tropa da Polícia Militar após a paralisação que durou cinco dias em todo o Estado. Na madrugada de ontem, os PMs decidiram acatar os termos acordados com representantes do Governo e voltar ao trabalho.

Com o acordo assinado, os policiais de toda a tropa da PM e do Corpo de Bombeiros receberam a garantia de que não serão punidos pelo envolvimento na paralisação e também no incidente com o governador Cid Gomes no mês passado, durante visita de Cid Gomes às obras do Metrofor, no Centro de Fortaleza.

Além disso, ficou acertado que a gratificação por plantão noturno, no valor de R$ 920,18 será estendido a todos os servidores. Antes, a gratificação era paga somente aos policiais do Ronda do Quarteirão que atuavam no terceiro turno de trabalho, o turno C, que vai das 22 horas às 6 horas do dia seguinte.

Policiamento

Até a noite passada, o policiamento ainda não estava normalizado. Paulatinamente, os militares iam se apresentando em suas respectivas unidades e recebendo as ordens para reiniciar o patrulhamento da Capital. Porém, muitas viaturas ainda estão com problemas mecânicos. Conforme o porta-voz da PM, tenente-coronel Fernando Albano, uma força-tarefa foi montada, sob o comando do secretário-executivo do Comando Geral, coronel Antônio Valberto Gadelha, para que as viaturas estejam o quanto antes em plenas condições de voltar a trafegar.

Consertos

"Estamos com nossos mecânicos todos trabalhando e contamos também com a própria concessionária (New Land) que nos disponibilizou pessoal para o conserto dos veículos em tempo hábil", afirma o porta-voz militar.

Ainda de acordo com o porta-voz, na noite passada já havia cerca de 70 por cento do policiamento motorizado funcionando. Já a tropa da Força Nacional de Segurança (FNS) continua patrulhando as áreas consideradas mais vulneráveis aos ataques de bandidos. Setores como a orla marítima, o Centro da Capital e bairros mais distantes, como Messejana e Bom Jardim, recebem o patrulhamento dos homens da FNS que contam com veículos adaptados, são automóveis cedidos pelo Estado pertencentes à frota das secretarias estaduais da Saúde (Sesa), do Meio Ambiente (Semace) e da Fazenda (Sefaz).

Ainda ontem, viaturas descaracterizadas (sem logotipo) eram vistas circulando em avenidas como Bezerra de Menezes, Beira-Mar, Gomes de Matos, Aguanambi e 13 de Maio.

Segurança está sendo retomada

Em entrevista exclusiva ao Diário do Nordeste, por telefone, no começo da noite passada, o comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Werisleik Ponte Matias, informou que, até amanhã (sexta-feira), o policiamento em todo o Estado do Ceará estará normalizado.

"Já posso informar que todo o efetivo do Ronda do Quarteirão do Interior já voltou a operar. Na Capital, estão atuando com 100 por cento de sua composição as tropas do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), do Batalhão de Choque, Raio (Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas), BPTur (Batalhão de Policiamento Turístico), Cavalaria e também o Policiamento ostensivo Geral. Até sexta-feira, tudo deverá estar totalmente normalizado e prosseguiremos no combate ao crime, dando tranquilidade e paz ao povo cearense", afirmou Werisleik Matias.

Delegacias

O comandante informou, ainda, ter recebido do secretário da Segurança Pública do Estado, coronel Francisco José Bezerra, a determinação para que a PM redobre a segurança nas proximidades das delegacias da Polícia Civil diante da greve que a categoria iniciou na última terça-feira. "O nosso trabalho será o de impedir que ocorram fugas de presos, fato que traz insegurança para a sociedade", concluiu.



Outras coberturas especiais


Embraer

Embraer

Última atualização 17 OUT, 13:30

MAIS LIDAS

Especial MOUT