COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Defesa

03 de Maio, 2018 - 11:00 ( Brasília )

Defesa e Segurança Pública assinam acordo que amplia participação do Exército na capacitação de PMs


Lane Barreto

Os ministros da Defesa, interino, Joaquim Silva e Luna, e da Segurança Pública, Raul Jungmann, assinaram, nesta quarta-feira, o Plano Nacional de Apoio e Fortalecimento das Polícias Militares. O acordo incrementa a atuação da Inspetoria Geral das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares (IGPM), órgão que integra a estrutura do Comando de Operações Terrestres (COTER) do Exército, na capacitação e aprimoramento das ações policiais.

O compromisso firmado visa fortalecer o sistema de segurança pública, especialmente, no âmbito das Polícias Militares e do Corpo de Bombeiros. A cooperação contempla ações que vão desde a capacitação, consultoria e orientação técnica para gestão do plano de carreira de policiais e bombeiros militares, até a disponibilização, pelo Exército, de conhecimentos de inteligência e operações, avaliação permanente das polícias e uma gama de capacidades que podem contribuir com seu fortalecimento, gerando reflexos diretos na melhoria da segurança pública.

O ministro Silva e Luna explicou que o plano prevê cerca de 30 ações, voltadas, principalmente, às áreas de logística, inteligência, capacitação de pessoal e treinamento. “O Exército vai operacionalizar essas ações na Defesa, por intermédio do Comando de Operações Terrestres, que possui em sua estrutura a Inspetoria Geral das Polícias Militares”, disse.

Para o ministro da Segurança Pública, o Plano, orçado, inicialmente, em R$ 5 milhões, deverá ter reflexos no combate ao crime organizado, porque vai elevar o nível de capacitação, planejamento, operação e inteligência das polícias. “A junção dessas duas instituições, ligando-se através do trabalho conjunto a ser feito pela disponibilização do Exército, estará dentro das principais conquistas dessa nossa gestão”, declarou.

O titular da pasta da Segurança Pública também destacou que o treinamento e a formação do Exército Brasileiro são reconhecidos internacionalmente. “As Forças Armadas Brasileiras dispõem de um sistema de capacitação e formação dentre os melhores do mundo”, disse.

Raul Jungmann explicou ainda que a capacitação dos policiais será feita de forma articulada com os órgãos de segurança pública de cada estado da federação. “Nós entraremos em contato com as polícias militares fazendo conjuntamente com elas um diagnóstico e, a partir daí, interpretando quais são as necessidades para que possamos atender”, explicou. 

Também participaram do encontro o Comandante de Operações Terrestres, general Paulo Humberto, o secretário Nacional de Segurança Pública, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, o inspetor Geral das Polícias Militares, general Anísio David de Oliveira Júnior, o futuro inspetor Geral das Polícias Militares, general  Kleber Nunes de Vasconcellos e o chefe da Diretoria de Produtos Controlados, general Luciano Pena.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Crise Militar

Crise Militar

Última atualização 18 OUT, 12:20

MAIS LIDAS

Especial MOUT

3
04 SET, 00:40

Corridão do CAZUCA