COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Terrestre

03 de Agosto, 2017 - 11:40 ( Brasília )

CML: Operação Furacão I - combate a violência e o crime organizado RJ


No dia 28 de julho de 2017, o Comando Militar do Leste (CML) deu início à Operação Furacão I, com a finalidade de combater a violência e o crime organizado no estado do Rio de Janeiro. Com isso, mais de 10 mil agentes de segurança estarão em ação, sendo 8.500 integrantes das Forças Armadas, 620 da Força Nacional de Segurança, 380 da Polícia Rodoviária Federal e 740 das Forças de Segurança locais.

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, participou de uma coletiva de imprensa, realizada no dia 28, na sede do CML, para anunciar as medidas sobre a integração e a coordenação das ações militares no Rio de Janeiro. Durante a coletiva, ele esteve acompanhado do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim; do Secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Roberto Sá; e do Comandante de Operações Especiais, General de Divisão Mauro Sinott Lopes.

Raul Jungmann afirmou que o Presidente da República, Michel Temer, autorizou, por meio de Decreto, o emprego das Forças Armadas no estado de 28 de julho até 31 de dezembro de 2017. O ministro não especificou como serão as ações, que integram o Plano Nacional de Segurança. Destacou que o elemento surpresa será decisivo para o sucesso da operação. "Não posso adiantar as ações. Por enquanto, são 10 mil homens nas ruas para reconhecimento da área para ações futuras", destacou.

O Presidente Temer participou de uma reunião na sala de comando do Estado-Maior Conjunto, para receber informações sobre a atuação das Forças Armadas na segurança do Rio de Janeiro e, em seguida, fez um pronunciamento aos profissionais de imprensa, presentes no salão Nobre do Palácio Duque de Caxias.

Na continuação, o Presidente realizou um sobrevoo na região metropolitana do Rio.



Fotos: CML / EB


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 23 OUT, 17:00

MAIS LIDAS

Especial MOUT