COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Aviação

28 de Junho, 2017 - 10:20 ( Brasília )

Cadetes de Infantaria simulam missão de GLO

Simulação de acidentes de trânsito, brigas de rua e até atuação em uma zona eleitoral foram algumas das situações enfrentadas

Tenente Vanessa Ortolan / Tenente Felipe Bueno


Os Cadetes de Infantaria pertencentes ao 3º Esquadrão da Academia da Força Aérea (AFA) receberam, entre os dias 19 e 23 de junho, instruções práticas de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), na cidade de Pirassununga (SP). Foram realizadas oficinas e simulações ao longo da semana, que procuraram aproximar o futuro oficial à realidade encontrada durante missões desta natureza.

O coordenador do estágio, Capitão Fernando Galante, destacou a qualidade das instruções oferecidas ao esquadrão. "Foram feitas simulações buscando o máximo de realismo e aumentando o nível de stress no cadete, principalmente no processo de tomadas rápidas de decisões frente a uma ocorrência policial”, afirmou. Simulação de acidentes de trânsito, brigas de rua, roubos, furtos, ataques a veículos e até atuação em uma zona eleitoral foram algumas das situações enfrentadas pelos cadetes.



O estágio contou ainda com a reprodução de ocorrências controladas pelos instrutores em missões reais, como contou o Capitão Renan Antunes, do Batalhão de Infantaria Especial do Rio de Janeiro (BINFAE-RJ): "Procuramos passar as lições aprendidas em diversas missões ocorridas no Rio de Janeiro, como os eventos olímpicos, a Copa do Mundo, a visita do Papa, a Rio +20, entre outras missões dos nossos batalhões na cidade”, disse.

A instrução foi encerrada com um patrulhamento em um bairro próximo à AFA com o apoio da Polícia Militar e de viaturas tipo Marruá do 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado (RCMEC), unidade do Exército Brasileiro presente em Pirassununga. Na operação, conduzida pelos cadetes e sob supervisão da equipe de instrução, foram realizados policiamento ostensivo, patrulhamento a pé e motorizado em vias públicas, Postos de Segurança Estáticos e Postos de Bloqueio. “A operação contou também com o apoio de uma equipe de asas rotativas da AFA, possibilitando, além da interação da nossa aviação com a infantaria, um aprendizado por parte dos cadetes da comunicação terra-ar”, acrescentou o Capitão Galante.

Os cadetes aprovaram a instrução, como conta o Cadete Cassiano Honorato da Silva. “Foi uma semana que nos surpreendeu. A instrução é nova de um modo geral. Foi uma evolução não só para o quadro, mas também para os próximos cadetes que virão”, concluiu.


VEJA MAIS