COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Naval

02 de Junho, 2017 - 11:50 ( Brasília )

Operação “Sinal Vermelho” simula coletiva de imprensa


No período de 22 de maio a 17 de junho, a Marinha do Brasil realiza a operação “Sinal Vermelho”, na área compreendida entre Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES). O exercício, que simula a evacuação e resgate de não combatentes, bem como o transporte de 93 pessoas, 80 brasileiros e 13 verdianos (nacionais de um país fictício), inovou, ao simular, no dia 30 de maio, no auditório do Comando em Chefe da Esquadra, uma coletiva de imprensa, com a presença de jornalistas do Centro de Comunicação Social da Marinha, do Centro de Instrução Almirante Wandenkolk e do Comando da Força de Submarinos.

Na ocasião, os militares atuaram como repórteres de mídia externa e formularam diversos questionamentos sobre a operação.  Os porta-vozes que representaram a Marinha foram: o Comandante da 2ª Divisão da Esquadra e Comandante da Força Tarefa Anfíbia, Contra-Almirante Sergio Ricardo Segovia Barbosa; e o Comandante do 2º Batalhão de Infantaria e Comandante da Força de Desembarque, Capitão de Fragata, fuzileiro naval, Luiz Guilherme Dias Guadagnino.

De acordo com o Comandante em Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Celso Luiz Nazareth, o evento contribuiu para aprimorar a atuação da Força junto à mídia externa, e reforçar o papel da Comunicação Social nos processos que envolvem as operações. “A coletiva foi um sucesso. A intenção é manter essa prática para as próximas operações, a fim de preparar continuamente os militares para estarem aptos a lidar com as demandas da mídia”, finaliza.

A operação “Sinal Vermelho”, que apresenta como diferencial o elemento surpresa para os envolvidos, tem como propósito verificar o aprestamento da Esquadra para o acionamento da sua força de emprego rápido.



Outras coberturas especiais


Especial Espaço

Especial Espaço

Última atualização 11 DEZ, 12:00

MAIS LIDAS

Especial MOUT