COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Segurança

31 de Agosto, 2016 - 09:00 ( Brasília )

RN - Operação de Garantia da Lei e da Ordem termina com êxito

Tropas da BANT e do CLBI atuaram na segurança do Aeroporto Internacional de Natal

Ten Juliana Carneiro Lopes / Ten Emília Maria


A Operação Potiguar, de garantia da lei e da ordem no Rio Grande do Norte, foi encerrada à meia noite do dia 23 de agosto. Com o término da operação, os militares engajados da Marinha, do Exército e da Aeronáutica foram aquartelados de forma gradual, no decorrer do dia, até a meia noite. As tropas da Base Aérea de Natal (BANT) e do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), que atuaram na segurança do Aeroporto Internacional de Natal, encerraram a retirada na manhã de quarta-feira (24/08). O encerramento oficial da missão ocorreu também na quarta-feira, com solenidade militar no 16º Batalhão de Engenharia de Combate.

O Comandante da Operação, General de Brigada Jayme Octávio de Alexandre Queiroz, considerou que a operação teve pleno êxito. "Segundo dados dos órgãos de segurança, além de termos a paz restabelecida, houve uma redução nos registros de ocorrências policiais nesses pontos. Ou seja, nossa presença inibiu a ação do crime organizado", avaliou o General Jayme.

Para o Governador do Estado, Robinson Faria, a presença das Forças Federais em áreas consideradas estratégicas para a segurança pública foi fundamental para a retomada do controle pelas polícias. “A atuação das Forças Armadas foi fundamental, dando uma resposta rápida e eficiente no combate à insegurança”, afirmou o Chefe de Estado.

Com a redução das ameaças criminosas e o fim do apoio das Forças Armadas, a segurança pública no Rio Grande do Norte volta a ser responsabilidade das Forças Auxiliares. "As pessoas voltaram a trabalhar, a ir para as escolas e à praia com tranquilidade. A partir de agora, as políciais estaduais têm plenas condições de garantir a segurança da população", finalizou o Comandante da Operação Potiguar.

Com o recolhimento das tropas, as Forças Armadas mantém em coordenação com o Estado o apoio logístico, de inteligência e comando e controle.

Garantia da Lei e da Ordem no RN

Iniciada no dia 03 de agosto, a Operação Potiguar foi acionada em resposta ao aumento repentino da criminalidade no estado, em especial na capital potiguar e região metropolitana. Segundo o Comando da Operação, em 20 dias de atuação, foram executadas 4 mil ações de segurança, entre patrulhamentos motorizados e marítimos, controles de vias urbanas e áreas estratégicas como o Aeroporto Internacional Aluízio Alves.

Nesse período, houve a redução de 43% de roubos de veículos e nenhuma ocorrência de assalto do tipo "saída de banco". O último atentado registrado ocorreu no dia 15 de agosto, na Zona Norte de Natal, onde foram incendiados um caminhão e um carro, nos bairros de Felipe Camarão e Bom Pastor.

Segundo informações da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (SESED), no total, ocorreram 118 atos criminosos em 42 cidades do RN. Até agora 112 pessoas foram presas, suspeitas de envolvimento nos crimes. Ainda segundo a SESED, a onda de atos criminosos é uma represália à decisão do Governo do Estado de instalar bloqueadores de sinal de celular nos presídios do RN.


Matérias Relacionadas:

'Missão cumprida', diz comandante de ação militar para conter ataques no RN [Link]

MOUT - Guerra no Rio Grande do Norte [Link]

Operação Potiguar em Natal para restauração da ordem pública [Link]

Helicóptero do EB passa a integrar a ‘Operação Potiguar’ [Link]

-x-

Para as ações das Forças Armadas em Ambiente Urbano (MOUT na sigla em inglês) acesse a Cobertura Especial MOUT (Military Operations in Urbanized Terrain):
- Cobertura Especial MOUT [Link]

As ações de preparação para as Olímpiadas RIO2016, em especial as ações de antiterrorismo  podem ser acessadas na Cobertura Especial EVENTOS:
- Cobertura Especial Eventos [Link]

Para as ações de enfrentamento ao Tumulto Urbano acesse a Cobertura Especial RIOTS:
- Cobertura Especial RIOTS [Link]

-x-

Magacidades

Recomendamos a leitura da Análise feita pelo US Army sobre as Megacidades. No estudo incluiram Rio de Janeiro e São Paulo.

(Megacities and the United States Army preparing for a complex and uncertain future)


- Megacidades – US Army analisa desigualdade social e o poder do PCC em São Paulo [Link]

- Megacidades: US Army analisa ocupações irregulares e poder paralelo no Rio de Janeiro [Link]