COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Segurança

21 de Agosto, 2016 - 23:00 ( Brasília )

BELTRAME – Agora precisamos agir na Maré

Beltrame reforça pedido de segurança para as eleições municipais no RJ. Ele ressaltou a necessidade de se ocupar o Conjunto de Favelas da Maré. Representante da pasta lamentou o assassinato do militar da Força Nacional.


Nicolas Satriano
Do G1 Rio



Termina a Olimpíada 2016 e a atenção dos fluminenses se volta para a segurança pública do estado após os jogos. Neste domingo (21), enquanto tinha início a cerimônia de encerramento, o secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame, em entrevista no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), reforçou o pedido ao governo federal para que as Forças Armadas permaneçam no estado até, pelo menos, a realização das eleições municipais.

"Já pedi para que eles permaneçam aqui não só para o Paralímpico, mas, que posteriormente [aos Jogos]. Acho que esse é o modelo [de segurança] que pode vir a ajudar qualquer outro estado, qualquer outra grande capital brasileira, embora haja a limitação constitucional. Mas quando se quer, se muda lei e constituição da noite para o dia nesse país. Por que não mexer nisso de uma maneira bastante produtiva?", indagou Beltrame.

Para o secretário, fica como legado para a segurança nos Jogos a integração entre as forças, algo que ele disse que tem sido feito e solicitado pela administração estadual desde 2007, quando assumiu a pasta.

"Na situação em que o país se encontra, nós não podemos, hoje, nos dar ao luxo de ver uma outra instituição sangrar, ver uma outra população de outro estado sangrar, e as instituições entrincheiradas em determinações constitucionais não poderem vir e prestar o seu apoio", afirmou.

Em relação à morte do soldado da Força Nacional assassinado ao entrar por engano na Vila do João, no Conjunto de Favelas da Maré, Beltrame lamentou a morte do servidor público e garantiu que, caso área seja pacificada, "fatos dessa natureza" não voltariam a acontecer. Além disso, para Beltrame, problemas crônicos em locais como nos conjuntos da Maré e Alemão não devem ser solucionados nos próximos meses.

"É um problema que a cidade tem, que a cidade apresenta. É lamentável a perda de um servidor público baleado, mas essa é a história da cidade, essa cidade tem isso. Esse problema da Vila do João não é de ontem, é de muito tempo. E o que nós fizemos para minimizar isso? Nós não tivemos uma área onde tenha UPP, com todos os problemas que pode ter a UPP, nós não tivemos uma área onde essas coisas aconteçam. Então, aquele lugar ali, para resolver o problema, é necessário e urgente que se ocupe. A ocupação pode trazer seus problemas, mas fatos dessa natureza, eu garanto a vocês, que não acontecerão mais", afirmou.


Matérias Relacionadas

Recomendamos a leitura:

RIO2016 - O Estado do Crime Organizado é pior que o Estado Islâmico Julio Ottoboni DefesaNet Agosto 2016 Link


Bibliografia sobre Megacidades US Army

1 - Série de artigos sobre MEGACIDADES e a análise do Estudo do US Army: MEGACITIES AND THE UNITED STATES ARMY PREPARING FOR A COMPLEX AND UNCERTAIN FUTURE

Megacidades: SP e RJ pelo US Army

Megacidades – US Army analisa desigualdade social e o poder do PCC em São Paulo

Megacidades: US Army analisa ocupações irregulares e poder paralelo no Rio de Janeiro


2 - ANALYSIS OF US ARMY PREPARATION FOR MEGACITY OPERATIONS - COL. PATRICK N. KAUNE  US ARMY WAR COLLEGE - APRIL 2016


Matérias Relacionadas de Julio Ottoboni

EXCLUSIVO - O Terror novas formas e ataques nos JO RIO2016 Agosto 2016 Link

RIO2016 - Correm risco patrimônios religiosos nacionais Link

EXCLUSIVO - Exército começa a monitorar lobos solitários e favelas do Rio Link


Coberturas Especiais

Para as ações das Forças Armadas em Ambiente Urbano (MOUT na sigla em inglês) acesse a Cobertura Especial MOUT (Military Operations in Urbanized Terrain)

Cobertura Especial MOUT Link

As ações de preparação para as Olímpiadas RIO2016, em especial as ações de antiterrorismo  podem ser acessadas na Cobertura Especial EVENTOS

Cobertura Especial Eventos Link

Para as ações de enfrentamento ao Tumulto Urbano acesse a Cobertura Especial RIOTS

Cobertura Especial RIOTS Link





 



Outras coberturas especiais


Fundação EZUTE

Fundação EZUTE

Última atualização 19 OUT, 20:20

MAIS LIDAS

Especial MOUT