COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Segurança

10 de Julho, 2011 - 13:10 ( Brasília )

SEGURANÇA - Explosivos preocupam


Além do tráfico de armas, preocupa a Polícia Federal a comercialização de explosivos no país, que tem sido usados em assaltos a caixas eletrônicos nos últimos dois meses. O Exército, encarregado pela fiscalização dos estabelecimentos que vendem os produtos, apreendeu cinco toneladas de explosivos durante uma operação em todo o país neste ano. O aumento na circulação de explosivos forçou o governo federal a revisar as normas para restringir cada vez mais a compra e venda dos artefatos.

Ataques a caixas eletrônicos não são novidade. A diferença é que ocorriam apenas nas máquinas instaladas em estabelecimentos comerciais. Mas os assaltos começaram a acontecer também nas agências bancárias, apesar dos circuitos internos de vigilância. Esse é um dos motivos que levou o Departamento de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército a intensificar o trabalho principalmente em pedreiras e canteiros de obras, considerados vulneráveis e propícios aos roubos de explosivos, especialmente dinamite.

Só no Nordeste, em abril, o Exército recolheu duas toneladas de explosivos e equipamentos para detonação. As Polícias Civil e Militar do Rio Grande do Norte apreenderam 4,7 toneladas dos produtos. No mesmo mês, uma operação da Polícia Federal apreendeu outra grande quantidade de explosivos em mãos de assaltantes de banco. As autoridades avaliam que mais de uma tonelada de explosivos chegaram às mãos de criminosos somente no ano passado, e que em 2011 o número poderá ser maior. O crescimento do uso de dinamite e outros tipos de artefatos chega a quase 200% em relação a 2009.



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 23 OUT, 17:00

MAIS LIDAS

Especial MOUT