COBERTURA ESPECIAL - Especial MOUT - Segurança

03 de Outubro, 2014 - 15:03 ( Brasília )

RJ – Segurança Adianta Esquema de Tropas




Começou nesta sexta-feira (3) o esquema especial de policiamento das eleições no Rio de Janeiro. Cerca de 30 mil homens das forças estaduais vão reforçar a segurança no estado, após o registro de vários confrontos em áreas pacificadas, como mostrou reportagem da GloboNews.

As forças federais, entre elas o Exército e o Corpo de Fuzileiros Navais, já participariam do esquema a pedido do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ). A reportagem mostra o momento em que blindados do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar deixaram a unidade, no Centro do Rio, no fim da manhã.
 
O objetivo do reforço é garantir que as eleições, no domingo (5), transcorram em tranquilidade. Nos últimos dias, cinco pessoas morreram em áreas de UPPs ou em processo de pacificação. Treze mil alunos ficaram sem aulas só nesta quinta-feira (2).

Nesta sexta, antes dos policiais começarem a ir para as ruas, comandantes das unidades envolvidas fizeram uma reunião de planejamento.

A operação das forças estaduais estava inicialmente marcada para 14h de sábado, mas foi antecipada para esta sexta depois dos episódios de violência desta semana. O secretário de Segurança José Mariano Beltrame anunciou o dobro de policiais nas ruas, reforço em delegacias e a presença de agentes de inteligência nas ruas. O Exército informou que não terá reforço, mas as tropas que estão na Maré farão esquema especial de patrulhamento nas zonas eleitorais - nesta sexta, já era possível ver a movimentação.

Ataques em: Belford Roxo / Niteroi RJ

Dois ônibus e uma Kombi foram incendiados em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Em um dos casos, os bandidos levaram os veículos ainda com passageiros. É o segundo ataque deste tipo na Região Metropolitana do Rio. O Globocop sobrevoou a garagem da Viação Flores, de um dos ônibus, que ficou completamente destruído.

De acordo com a polícia, cinco suspeitos abordaram o ônibus da linha 715 (Jardim Redentor – Cascadura), no ponto inicial, no bairro Jardim Redentor. O veículo estava com alguns passageiros. Eles levaram o ônibus até a Avenida Automóvel Clube, na altura do Cemitério Israelita, e ordenaram que os passageiros descessem.

Usando um galão de gasolina, os criminosos atearam fogo ao ônibus. A própria empresa registrou o caso na delegacia de Belford Roxo. Após o crime, os suspeitos afirmaram que o ato foi em represália a um comparsa, baleado numa operação da PM. Os vândalos fugiram.

Um outro ônibus e uma Kombi ainda foram queimados na cidade. Mas ainda não há registro desses casos.

Manifestação em Niterói

Manifestantes do Morro do Cavalão, em Niterói, na Região Metropolitana, incendiaram um ônibus em um protesto, na noite de quarta-feira (1º). O vandalismo teve como motivação a morte de dois adolescentes ocorridas no dia anterior.