COBERTURA ESPECIAL - Le Bourget - Aviação

21 de Junho, 2013 - 11:37 ( Brasília )

Airbus recebe encomendas de 466 aviões em Paris

Venda foi avaliada em US$ 68,7 bilhões (cerca de R$ 136 bilhões)

A Airbus disse nesta quinta-feira que obteve durante a Paris Airshow pedidos e compromissos de compra envolvendo 466 aviões, avaliados em US$ 68,7 bilhões (cerca de R$ 136 bilhões), segundo preços de tabela.

Os acordos assinados durante o evento incluem encomendas firmes de 241 aviões, avaliados em US$ 39,3 bilhões (cerca de R$ 78,6 bilhões), disseram representantes da Airbus. A fabricante acrescentou que o modelo mais recente A350 completou de forma bem sucedida seu segundo voo na quarta-feira.

easyJet

A Airbus fechou um acordo de cerca de US$ 11 bilhões (R$ 22 bilhões) nesta terça-feira para fornecer 135 aviões para a companhia britânica de baixo custo easyJet, minando os planos da rival americana Boeing.

A easyJet concordou em comprar 35 aviões do modelo atual A320 e 100 aeronaves do modelo de nova geração A320neo, com opções para adquirir outras 100 unidades, anunciou a companhia aérea no segundo dia da Paris Airshow.

Pelo preço de tabela, a encomenda sairia por cerca de US$ 11,5 bilhões (cerca de R$ 23 bilhões), mas a easyJet afirmou ter negociado um desconto "bastante substancial". Airbus e Boeing fizeram propostas para a segunda maior companhia aérea de baixo custo da Europa, com a Airbus emergindo como favorita para a transação na semana passada, disseram fontes à Reuters.?

"A Airbus ofereceu a melhor proposta, com um desconto sobre o preço de tabela maior do que o que foi dado para a frota comprada da empresa em 2002", disse a presidente-executiva da easyJet, Carolyn McCall.

A easyJet iniciou suas operações em 1995 com aeronaves Boeing, mas mudou para os modelos da Airbus em 2002, com um acordo por 120 aeronaves A319, com opções para outros 120 aviões, depois de uma dura concorrência. Desta vez, as aeronaves A320 da Airbus serão entregues entre 2015 e 2017 sob um acordo já existente, disse a easyJet, e os aviões da nova geração vão se integrar à frota entre 2017 e 2022, no âmbito de um novo acordo.



Outras coberturas especiais


Africa

Africa

Última atualização 19 NOV, 02:00

MAIS LIDAS

Le Bourget