COBERTURA ESPECIAL - LAAD 2015 - Tecnologia

15 de Abril, 2015 - 15:40 ( Brasília )

Defender – O robô anti-bombas que pode muito mais


Nicholle Murmel

Especial DefesaNet

A LAAD 2015 está expondo robôs diversos, principalmente os que podem ser ativados para desarmar explosivos ou detoná-los. O canadense Defender da Med-Eng, e que é comercializado no Brasil pela Bercana, é um deles. O modelo apresentado no evento é o maior oferecido pela empresa  consegue deslocar artefatos de até 35 quilos com seu braço mecânico inteiramente articulado.

Andrew Miles, responsável da empresa Med-Eng, em entrevista exclusiva para o DefesaNet, mostrou a operação do equipamento. O robô tem várias câmeras para gravar as ações em vídeo e pode ser equipado com câmeras de raio X para detectar a natureza e componentes dos explosivos, ou mesmo sensores de infra-vermelho para uma função mais tática. "Esse aparelho pode entrar em locais de ação antes das forças táticas e promover uma varredura no local", afirmou Miles.

A estrutura do Defender é totalmente articulada, conforme Miles demonstrou para nossa equipe, e feita com metal de padrão militar, assim como o controle remoto robusto que permite mexer cada articulação da máquina individualmente. Miles explica ainda que, no contexto de uma operação real, as câmeras do robô são ligadas a uma série de telas para monitorar e registrar a ação do robô.

O aparelho é fornecido em várias configurações e com peças adicionais, como pinças, garras, cabos, ganchos e outros acessórios para adaptar o defender a diversas situações e objetos. "Os acessórios foram desenvolvidas a partir da experiência dos usuários com o equipamento e relatos feitos como conseguiram operar diante da diversidade", comentou o canadense.

Esses incrementos ampliam as possibilidades de uso da máquina para além da finalidade principal de desativar explosivos, e surgem funções novas e ainda mais complexas, como ajudar no resgate de reféns e entrar em áreas de contaminação radioativa, química ou biológica. “Quando houve o incidente na usina nuclear de Fukushima estes aqui foram enviados”, contou Miles pousando a mão sobre o braço do Defender.



Outras coberturas especiais


PROSUPER

PROSUPER

Última atualização 12 DEZ, 16:30

MAIS LIDAS

LAAD 2015