COBERTURA ESPECIAL - LAAD 2015 - Naval

01 de Abril, 2015 - 16:12 ( Brasília )

Nova Zelândia - Estreia na LAAD com inovações nas indústrias náutica e de comunicação

A Nova Zelândia País traz à LAAD tecnologia avançada de comunicação privada por rádio e jatos d’água especiais para navegações em águas rasas



Neste ano, a Nova Zelândia inaugura a sua participação na LAAD, a maior feira de defesa e segurança internacional da América Latina. O evento será sediado no Riocentro, na cidade do Rio de Janeiro, entre os dias 14 e 17 de abril de 2015. “A Nova Zelândia possui uma indústria fortemente voltada para o exterior.

Por este motivo, temos interesse em compartilhar tecnologias inovadoras para garantir a segurança e proteção mútua, e a LAAD é uma feira de grande porte com excelentes oportunidades para trocas e negociações”, comenta Ralph Hays, cônsul geral do país em São Paulo e também comissário de negócios da New Zealand Trade & Enterprise (NZTE), agência para o desenvolvimento do comércio internacional da Nova Zelândia.

O país da Oceania possui mais de 250 empresas voltadas para a área de segurança, com destaque para os setores de navios marinhos, saúde militar, telecomunicações, tecnologias inteligentes, GPS, aeronaves e outras soluções. Para abrir a sua participação, o país trará ao seu estande a Tait, empresa especializada em serviços e soluções de comunicação por rádio, e a Hamilton Jet, fornecedora de tecnologia para navegação por propulsores de jato d’água.

Tecnologia avançada e segura de comunicação por rádio

O setor que mais cresce na Nova Zelândia é o de TIC, terceira indústria mais importante do país, depois da agropecuária e do turismo, e é responsável por 5% do  PIB.  Aproveitando as oportunidades trazidas pela feira, a Tait, líder no fornecimento de soluções e serviços de comunicação digital via rádio, irá apresentar a sua tecnologia no estande.

“É o primeiro ano de funcionamento da Tait com escritório no Brasil”, diz o consultor estratégico da empresa, Kazimierz J. Malachowski. “Pela importância do Brasil nas vendas mundiais, a Tait que estava presente apenas através de distribuidores, decidiu estabelecer uma filial brasileira mediante a aquisição de um dos seus distribuidores, a SGM Telecom”, informa o consultor.

Presente em 30 países, a companhia especializada em hardware, software e serviços possui grandes clientes no Brasil como as Polícias de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo; Vale, Petrobrás e Receita Federal; CPTM, Metrô de São Paulo e outras dos setores de segurança pública, transporte, elétrico, gás, mineração e etc. 

Navegação por propulsão de jato d’água

Por ser um país totalmente cercado por água, a Nova Zelândia é referência mundial na produção de bens e serviços náuticos, cuja exportação soma cerca de 650 milhões de dólares anualmente.

A Hamilton Jet, empresa subsidiária da CWF Hamilton & Co Ltd, da Nova Zelândia, é um grande fornecedor de propulsores de jatos d’água, os quais são distribuídos pela Vision Marine no Brasil. A empresa trará à LAAD um jato HJ274 – a série HJ é a espinha dorsal da indústria de jatos e é utilizada por policiais e militares em todo o mundo.

“Os jatos d’água são desenhados para barcos de combates em regiões litorâneas rasas, patrulhas, resgates e controle e combates de incêndio”, explica o gerente de vendas para as Américas da Hamilton Jet, Mark Rodríguez. “Nossos produtos também oferecem uma alternativa confiável e eficiente às hélices convencionais para barcos de rios de grande porte, com 80m de comprimento.”
 
Recentemente, a Hamilton Jet celebrou 75 anos no mercado, um marco para a empresa que possui mais experiência na fabricação de jatos d’água. “Os produtos da Hamilton são projetados para terem um ótimo controle e desempenho”, comenta Rodríguez, “estas funções são cruciais para o setor militar no qual uma boa performance durante uma missão crítica faz toda a diferença.” 
 
Nova Zelândia
 
As Forças de Defesa da Nova Zelândia, compostas pela Marinha, Exército e Força Aérea, são modernas e bem equipadas. Atualmente, cerca de 14.500 pessoas trabalham no setor, cuja função é proteger o país, os seus recursos e os seus interesses. “A Nova Zelândia não enfrenta ameaças militares diretas” explica Hays. “Sendo assim, a nossa tecnologia está mais voltada para os desastres naturais, combate à pirataria, controle de fronteiras marítimas e apreensão de recursos.”
 
Hays também destacou o interesse comum da Nova Zelândia com outras nações em manter as regras que asseguram a segurança internacional e mencionou o momento de destaque na atuação diplomática do país, que atualmente é membro não-permanente do Conselho de Segurança da ONU.

Agenda
 
Evento: LAAD Defense & Security
Data: 14-17 de abril de 2015
Horário:10h às 18h (14-16 de abril de 2015) e das 10h às 17h (17 de abril de 2015)
Local: Riocentro, Rio de Janeiro
Local do estande da NZ: Q-79
Website: http://www.laadexpo.com.br/2015/



Outras coberturas especiais


Panorama Haiti

Panorama Haiti

Última atualização 23 OUT, 11:00

MAIS LIDAS

LAAD 2015