COBERTURA ESPECIAL - LAAD 2011 - Armas

13 de Abril, 2011 - 14:54 ( Brasília )

IMBEL 2011: PISTOLAS


Por Alexandre Beraldi

A IMBEL comunicou oficialmente que seu novo foco é o mercado interno, tendo reestruturado seu sistema de produção de maneira que apenas um terço de sua linha de produção passa a se ocupar do atendimento a exportações para empresas como a Springfield Armoury. Com isso, busca atender às demandas de maior qualidade e disponibilidade do mercado nacional, nas vertentes militar, policial, de defesa e esportiva.

Dentro deste enfoque apresentou sua nova linha de pistolas, com produtos bem interessantes, tal como a pistola IMBEL 9 TC MD1, que se apresenta basicamente como uma pistola em padrão 1911 no tamanho Commander e em calibre 9x19mm OTAN, com 194mm de comprimento e um cano de 102mm. Possuindo um chassis fabricado totalmente em aço forjado e equipado com trilho Picatinny, este abriga um carregador bifilar que proporciona uma capacidade de 17+1 cartuchos à arma. O sistema de segurança é composto por uma trava automática do percussor e um sistema de trava manual do tipo ADC, com opção para o sistema de travas manuais convencionais, para porte da arma em “Condição 1”. A fixação de miras agora é feita por meio de entalhes transversais no topo do ferrolho, de tamanho padronizado no mercado e desenho dovetail, tanto para a massa quanto para a alça de mira, facilitando sua substituição por miras de outros modelos e configurações, sendo que esta pistola IMBEL, assim como as demais desta nova geração, vêm equipadas opcionalmente com as miras noturnas Trijicon HD, recém lançadas no SHOT SHOW 2011, com massa de mira tipo “Big Dot” em trítio e alça de mira com entalhe em “U”, com dois pontos de trítio, de configuração similar às alças de mira 10-8 usadas em muitas pistolas 1911 customizadas para configuração tática,  permitindo aquisição e alinhamento muito rápidos.

Como toda arma de fabricação IMBEL, esta também se caracteriza pela construção robusta, sendo que seu acabamento parquerizado, normalmente rústico, agora apresenta uma maior qualidade na execução. Há uma irmã gêmea desta pistola, porém no calibre .40 S&W, que é designada Pistola 40 TC MD1.    

A novidade fica por conta de a Pistola 9 TC MD1 ter sido escolhida pelo Exército Brasileiro como sua nova pistola padrão, que substituirá com o tempo as já cansadas Taurus/Beretta modelo 92 e IMBEL M973.

As pistolas IMBEL “XODÓ”, já apresentadas na LAAD 2009, agora foram oficialmente designadas Pistola 9 SC MD1 e Pistola 40 SC MD2, respectivamente para os calibres 9x19mm OTAN e .40S&W, estando já homologadas e disponíveis para a venda.  O problema de projeto comumente presente em pistolas modelo 1911 com cano de 3 polegadas, tais como a Colt Defender e a Kimber Ultra Carry, que  em calibres mais fortes como o .40S&W obriga à troca da mola recuperadora a cada 500 disparos para garantir uma operação com confiabilidade máxima, foi solucionado nas Xodó por meio de um novo sistema de molas da IMBEL, o qual garante uma operação com segurança e confiabilidade por mais de 2.500 disparos, o que, dentro da realidade dos usuários brasileiros deste tipo de arma, corresponde praticamente à toda vida operacional da mesma.

A nova IMBEL .40 TC MD6, agora também já homologada e disponível para a venda no mercado nacional, foi adquirida pela Polícia Civil do Estado de São Paulo, num total de 2.500 unidades. Também com um tamanho padrão Commander, mas no calibre .40S&W, possui 194mm de comprimento e 102mm de cano, com um chassis equipado com trilho Picatinny feito em polímero injetado sobre um micro chassi de aço, abrigando um carregador bifilar que proporciona uma excelente capacidade de 16+1 cartuchos. Vale ressaltar a qualidade do conjunto de chassi em polímero e aço, bem mais ergonômico e compacto que os similares presentes no mercado internacional, comporta-se no tiro combinando a estabilidade e precisão de uma pistola feita toda em aço com a maciez e flexibilidade de uma pistola com chassi polimérico, como o autor teve a oportunidade de comprovar em testes de tiro feitos com o protótipo da Pistola 40 TC MD6, em janeiro de 2011. Vale ressaltar que graças ao menor peso deste conjunto é possível um porte mais confortável por longos períodos. O sistema de segurança é o padrão da nova linha, com a trava automática do percussor e o sistema de trava manual do tipo ADC, mantendo-se a opção para o sistema de travas manuais convencionais. A fixação de miras também é feita no novo padrão de entalhes transversais de desenho dovetail, vindo a pistola equipada opcionalmente com as miras noturnas Trijicon HD. Há uma versão no calibre 9x19mm OTAN em processo de homologação.

Nos demais modelos, já apresentados na LAAD 2009, vale ressaltar a homologação para venda de todos os protótipos anteriormente apresentados, a maior qualidade no acabamento apresentado e a disponibilização de mais opções de calibres para os diferentes modelos da nova linha, ainda em processo de homologação.



Tag

Notícias relacionadas



Outras coberturas especiais


Presidência da República

Presidência da República

Última atualização 21 NOV, 02:00

MAIS LIDAS

LAAD 2011