COBERTURA ESPECIAL - LAAD 2011

11 de Abril, 2011 - 11:57 ( Brasília )

Boeing dará destaque às oportunidades de parceria durante a LAAD 2011

Empresa, que fará coletiva no segundo dia da feira, terá simulador do F/A-18E/F Super Hornet em seu estande

St. Louis, 11 de abril de 2011 – A Boeing [NYSE: BA] participa da edição deste ano da feira da Latin America Aerospace and Defense (LAAD) com a expectativa de estreitar o relacionamento com potenciais clientes do Brasil e da América Latina. Apresentará, em seu estande, um conjunto de capacidades, produtos e serviços para prover soluções no setor e um simulador de voo do F/A-18E/F Super Hornet Block II. O evento se realiza entre os dias 12 e 15 de abril, no Rio de Janeiro.
 
“Este ano colocaremos considerável foco naquelas discussões que visam à formação de parcerias com a indústria brasileira”, diz o vice-presidente da Boeing para Desenvolvimento de Negócios Internacionais na Europa, Israel e Américas, Joe McAndrew, que estará presente à coletiva de imprensa marcada para a quarta-feira 13, às 14h. “Aguardamos os encontros que teremos com clientes em potencial. Queremos discutir como poderemos atender a suas necessidades de curto, médio e longo prazo nas áreas de defesa e segurança”, acrescenta.
 
Um simulador de vôo do F/A-18E/F Super Hornet Block II será a peça central do estande da Boeing, que ocupará o espaço H18 da ala 4. O simulador compreende as naceles dianteira e traseira, o que permite a demonstração das capacidades da versão monoplace do Super Hornet (F/A-18E), bem como da versão biplace (F/A-18F). A tela de projeção de 180°oferece uma realidade virtual de cidades, florestas, estradas e prédios, além de aeronaves inimigas. O sistema de simulação é capaz de demonstrar combates aéreos, ataques contra alvos de superfície, navegação e operação dos sistemas de missão da aeronave. Aos operadores, o simulador possibilita ainda pouso e decolagem em pistas convencionais e até de um porta-aviões.
 
O Super Hornet é um caça de ataque que, atualmente, está em serviço na Marinha dos Estados Unidos e na Real Força Aérea Australiana – é um dos concorrentes ao programa brasileiro F-X2. O Super Hornet oferecerá ao Brasil uma vitoriosa combinação entre valor e capacidade, com tecnologias avançadas, alta disponibilidade operacional, baixo custos de ciclo de vida, reduzidos riscos de programa, disponibilidade de produção, benefícios industriais e transferência de tecnologia.
 
“Além de ajudar o Brasil a atingir domínio aéreo, a Boeing pode ainda ser parceira estratégica em diversas áreas, como educação, biocombustíveis, satélites, sistemas não-tripulados, redes centralizadas e proteção de infraestruturas críticas”, acrescentou McAndrew.
 
Durante a LAAD, a Boeing concederá uma coletiva de imprensa no dia 13, às 14h (horário local), no Centro de Imprensa, com Joe McAndrew e Ted Herman, do departamento de Desenvolvimento de Negócios Internacionais do Programa Super Hornet. Eles darão uma visão global sobre a oferta do Super Hornet à Força Aérea Brasileira e apresentarão metas e cronograma do programa Super Hornet International.
 
Mais informações:
 
Marcia Costley
International Communications
Office: 562-797-7281
Mobile: 714-316-4267
marcia.b.costley@boeing.com
 
Uma unidade da Boeing Company, a Boeing Defense, Space & Securityé a maior e mais versátil fabricante de aeronaves militares, sendo um dos maiores negócios especializados em inovação voltados para o segmento espacial, segurança e defesa. Dedica-se a prover soluções e capacidades de acordo com as necessidades de seus clientes. Sediada em Saint Louis, no estado americano do Missouri (EUA), a Boeing Integrated Defense Systems tem negócios avaliados em US$ 32 bilhões e conta com 66 mil funcionários distribuídos por todo o mundo. Siga-nos no Twitter: @BoeingDefense.



Outras coberturas especiais


Superior Tribunal Militar

Superior Tribunal Militar

Última atualização 12 DEZ, 20:20

MAIS LIDAS

LAAD 2011