COBERTURA ESPECIAL - KC-390 - Aviação

13 de Fevereiro, 2015 - 10:40 ( Brasília )

Conheça um pouco da história do comandante Mozart Louzada

No começo de fevereiro, Louzada realizou primeiro voo do novo avião de transporte militar tático e reabastecimento aéreo KC-390

O comandante Mozart Louzada, 61 anos, tem mais de 40 anos de experiência em aviação, pilotando aeronaves civis e militares.

No último dia 3 de fevereiro, Louzada realizou o primeiro voo do novo avião de transporte militar tático e reabastecimento aéreo KC-390 nas instalações da Embraer, em Gavião Peixoto, no estado de São Paulo. 

Piloto de caça e de provas formado pela Força Aérea Brasileira, Louzada possui mais de 4.000 horas de voo e atualmente ocupa as funções de gerente de Operações em Ensaios em Voo e piloto-chefe de Provas de Testes da Embraer.

Durante sua carreira militar, voou nas mais avançadas aeronaves da FAB, como os caças F-5, Mirage III, AMX e Xavante. Em 1984, foi selecionado para fazer o curso de piloto de testes na prestigiosa Test Pilot School da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF).

Mozart Louzada também foi diretor do Instituto de Aeronáutica e Espaço, em São José dos Campos, onde foi coordenador do programa Veículo Lançador de Satélites (VLS-1 e VLS-2). Saiu da FAB com a patente de coronel-aviador. 

Além do KC-390, ele também realizou o primeiro voo do Legacy 500, em dezembro de 2012.

Em seu voo inaugural, o KC-390 realizou manobras para avaliação das características de voo e executou uma variedade de testes de sistemas, tendo sido beneficiado por uma campanha avançada de simulações e de extensivos testes em solo. “O KC-390 se comportou de forma dócil e previsível”, disse o comandante Louzada. "O avançado sistema de comandos de voo fly-by-wire e os aviônicos de última geração facilitam a pilotagem e proporcionam um voo suave e preciso."

KC 390, entregas em 2016¹

O voo inaugural é o início da fase de testes dos dois protótipos, prevista para durar até o fim de 2016, quando começam as entregas. Em maio de 2014, a Força Aérea Brasileira assinou o pedido de aquisição de 28 aeronaves.

Na FAB, os KC-390 deverão cumprir todas as missões atualmente realizadas pelos C-130 Hércules, como transporte de tropas e de carga, lançamento de paraquedistas, busca e combate a incêndios.

Para isso, o avião deverá ser capaz de pousar em pistas sem asfalto e operar em ambientes que vão do frio da Antártica até o calor da Amazônia. O uso de turbinas a jato permitirá alcançar uma velocidade de até 870 km/h. Já o antecessor não passa dos 671 km/h.

O compartimento de carga terá 18,54 metros de comprimento, 3,45 metros de largura e 2,95 de altura. O espaço é suficiente para acomodar equipamentos de grandes dimensões, além de blindados, peças de artilharia, armamentos e até aeronaves semi-desmontadas. O blindado Guarani, por exemplo, cabe dentro do compartimento de carga do KC-390.

Também poderão ser levados 80 soldados equipados ou 64 paraquedistas em uma configuração de transporte de tropa  ou 74 macas mais uma equipe médica em uma configuração de Evacuação Aeromédica. O peso máximo para cargas é de 23 toneladas. Como reabastecedor, o KC-390 será capaz de transferir combustível em voo para aviões e helicópteros.

As 28 unidades para a FAB serão entregues ao longo de doze anos. Com valor total de R$ 7,2 bilhões, o contrato prevê o fornecimento de um pacote de suporte logístico, que inclui peças sobressalentes e manutenção.

Sobre o KC-390

O KC-390 é um projeto conjunto da Força Aérea Brasileira com a Embraer para desenvolver e produzir um avião de transporte militar tático e reabastecimento em voo que representa um avanço significativo em termos de tecnologia e inovação para a indústria aeronáutica brasileira.

Trata-se de uma aeronave projetada para estabelecer novos padrões em sua categoria, com menor custo operacional e flexibilidade para executar uma ampla gama de missões: transporte e lançamento de cargas e tropas, reabastecimento aéreo, busca e resgate e combate a incêndios florestais, entre outras.

 No dia 20 de maio de 2014, a Embraer e a Força Aérea Brasileira assinaram o contratode produção em série para a entrega de 28 aeronaves KC-390 e suporte logístico inicial. Além da encomenda da Força Aérea Brasileira, existem atualmente intenções de compra de outros países, totalizando mais 32 aeronaves.

¹ com Agência Força Aérea



Outras coberturas especiais


PCC - Gangues

PCC - Gangues

Última atualização 19 OUT, 12:30

MAIS LIDAS

KC-390