19 de Maio, 2013 - 21:04 ( Brasília )

Inteligência

Corrida Bancária – Boato do fim do Bolsa Família gera tumultos em 12 Estados



Um levantamento da Caixa Econômica Federal mostra que na região Nordeste houve tumulto para tentativa de saque em agências de Alagoas, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Piauí e Maranhão.

Segundo o banco, foi registrada confusão ainda no Rio Grande do Nortee em Sergipe. Até o momento, não foi divulgado o balanço em outras regiões. Mais cedo, a Presidência da República havia relatado também corrida de beneficiários a agências da Pará, do Amazonas e do Rio de Janeiro.

Conforme dados preliminares da CEF, um levantamento apontou que ocorreram problemas nas tentativas de saques em 15 agências da Bahia, 9 agências de Alagoas, 14 de Pernambuco, 18 da Paraíba, 34 do Ceará, 8 do Piauí e 13 do Maranhão. Em Sergipe, no Rio Grande do Norte, no Amazonas e no Rio de Janeiro foram registrados tumultos, mas a CEF não contabilizou o número de locais em que ocorreram.

O governo Federal esclareceu que a história se tratava de boato e destacou que a falsa informação foi disseminada em 12 Estados brasileiros. A CEF também emitiu nota reforçando que há dinheiro para os saques. A PF (Polícia Federal) vai instaurar inquérito para investigar de onde partiu o boato, que foi disseminando boca a boca e também e pela internet.

Para tentar tranquilizar a população, o MDS (Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome) informou ainda na noite desse sábado que a informação não procedia e, neste domingo, a ministra Tereza Campello concedeu uma entrevista coletiva, na sede do ministério, em Brasília, para reforçar que nada vai mudar no Bolsa Família.

A ministra pediu que os beneficiários continuem obedecendo o calendário para evitar longas filas e tumultos em agências da CEF, casas lotéricas e agências dos Correios, que são correspondentes bancários.

Apesar dos apelos do governo federal para que as 13,8 milhões de pessoas fiquem tranquilas, a maioria dos beneficiários está temerosa porque já contam com a ajuda, que foi iniciada há quase dez anos.

"Preciso desse dinheiro para complementar minha renda. É com ele que compro o material escolar do meu filho e outras despesas extras. Se for acabar será uma grande perda na minha renda. Ainda estou sem acreditar que é mentira, mas como estão dizendo vamos aguardar porque não temos o que fazer", disse a empregada doméstica Jane Cabral, 39, que tentou sacar o dinheiro em duas lotéricas, em Maceió, neste sábado (19), mas não conseguiu devido ao tumulto com a quantidade de gente e porque o dinheiro dos caixas acabou devido ao grande número de retiradas.

O sistema dos caixas de autoatendimento da CEF também ficou congestionado devido ao número de usuários que tentavam retirar o dinheiro do Bolsa Família. Muita confusão, tumulto e correria de beneficiários que temiam perder o dinheiro.

Alagoas

Ainda na tarde deste domingo, em Maceió, os terminais de autoatendimento localizados em supermercados e nas agências bancárias tiveram grande movimentação de pessoas tentando sacar o dinheiro. Na agência da CEF, localizada no Farol, haviam cerca de 50 pessoas tentando retirar o dinheiro do beneficio na noite deste domingo. Filas também foram registradas em caixas eletrônicos localizados em supermercados da parte alta de Maceió, como na Gruta de Lourdes e Serraria.

Pernambuco

Segundo o Portal NE10, neste domingo (19) também foram registrados tumultos em agências da CEF em Pernambuco devido ao boato do fim do Bolsa Família. Em Recife, beneficiários do programa lotaram pelo menos duas agências: Casa Amarela e do Shopping Plaza, ambas na Zona Norte da cidade. Grandes filas também ocorreram nas unidades da CEF nas cidades de Carpina e Ribeirão, localizados na Zona da Mata, e em Petrolina, no Sertão. Houve também registros confusões nas agências de Casa Caiada e Rio Doce, em Olinda, do Centro de Paulista, de Abreu e Lima e de Camaragibe, localizados na Região Metropolitana do Recife.

Paraíba

O site Portal Correio destacou que milhares de pessoas tentaram sacar o dinheiro do Bolsa Família na Paraíba. Segundo informações, ocorreram tumultos em 18 agências em todo o Estado. Em uma agência na Avenida Cruz das Armas, a Polícia Militar precisou ser acionada para conter a população.

Bahia

Na cidade de Conceição do Coité (a 235Km de Salvador) a agência da CEF também ficou superlotada neste sábado e ainda neste domingo foram registradas longas filas, A prefeitura de Conceição do Coité divulgou uma nota afirmando que nada mudou no programa e que a suspensão se trata de informação falsa.

Rio Grande do Norte

O boato da suspensão do Bolsa Família resultou em depredação em pelo menos duas agências da CEF no Rio Grande do Norte, localizadas nos municípios de Goianinha e Paramirim. Para coibir tumultos e depredações, a polícia reforçou a guarda em Natal, nas agências da CEF localizadas no bairro Alecrim e na Zona Norte. No interior, a polícia também está monitorando o movimento nas agências em Mossoró.

Ceará

Na manhã deste domingo foram registradas brigas nas filas de agências da CEF de Fortaleza de beneficiários que queriam passar na frente para sacar o dinheiro do beneficio. Segundo o MDS, no Ceará 34 agências registraram tumultos de beneficiários do Bolsa Família, que tentaram retirar o dinheiro do beneficio.

Piauí

Neste domingo ainda havia muita movimentação em agências da CEF em Teresina e em cidades do interior do Piauí. Em Picos (a 308Km de Teresina), as filas nas lotéricas e na agência da CEF também causaram um "tumulto gigantesco", neste sábado (18). Durante a tarde as lotéricas ficaram lotadas e a agência ainda tinha fila de beneficiários à noite tentando sacar o dinheiro do programa.

O boato que chegou a Picos foi que a "presidente Dilma disse na televisão que o benefício de todos sairá neste dia 18 de maio", diz o jornalista Edmar Ferreira.

Maranhão

Beneficiários que tentaram sacar dinheiro em agências da CEF no Maranhão e não conseguiram porque os terminais de autoatendimento estavam sem dinheiro ficaram revoltados e depredaram nove terminais, de acordo com a superintendência da Caixa no Estado.

As depredações ocorreram em São Luís nas agências localizadas na Cohab, na avenida Gonçalves Dias, na Praça Deodoro e nos bairros São Francisco e Renascença, além de agências do banco em Santa Rita (80km de São Luís) e Barreirinhas (323km de São Luís).

O banco afirmou que há dinheiro para os saques, mas que devido à alta demanda os terminais de autoatendimento ficaram sem dinheiro. (Com NE 10 e Portal Correio)