COBERTURA ESPECIAL - HO - Aviação

03 de Maio, 2015 - 21:53 ( Brasília )

DefesaNet antecipou sucesso comercial do Rafale

Amadurecimento de negociações pode fazer do Rafale mais um caso bem sucedido de vendas da Dassault Aviation

Atualizado às 17:00 - 04ABR2015


Na fria manhã de 18 de março 2013, nos encontramos na sede da Dassault Aviation, em Saint Cloud, na França, com o Presidente e CEO da empresa de aviação francesa, Eric Trappier.

"Le commandant" da Dassault Aviation tem uma expressão vibrante, que inspira a paixão e convicção na capacidade e qualidade de seus aviões. A ele deve-se em grande parte o sucesso mundial do antecessor do Rafale, o Mirage, cuja venda em largos números no Oriente Médio tem sua assinatura.

Trappier explica que o processo de venda de aeronaves militares tem um tempo absolutamente próprio, principalmente se levarmos em conta as transformações em curso. “O Rafale incorpora hoje um Radar AESA operacional, peça imprescindível a um caça de primeira linha. Isto é um exemplo da maturidade e consolidação das capacidades de nosso produto, ajustadas à realidade, e que o mantém em estado-da-arte, apto a competir com as mais modernas tecnologias”, define.

Outro aspecto levantado em defesa do caça da Dassault, é independência. “Uma vantagem que podemos oferecer, é o acesso de nossos clientes a uma plataforma que permite a incorporação de desenvolvimentos próprios nacionais de cada operador".

Durante a nossa visita ao quartel general da Dassault Aviation, em Saint Cloud, tivemos uma apresentação do Centro de Realidade Virtual com a demonstração do mock-up digital, um modelo com exatidão de detalhes que permite à Dassault simular das características de voo de um novo protótipo, até mesmo ao life-cycle de suas aeronaves. Uma visita ao Centro de Imersão de Realidade nos propiciou uma experiência interativa no cockpit virtual do Rafale e a simulação da operação dos sistemas que promovem a interação entre o homem e a máquina - MMI. Tudo isto para começarmos a compreender os conceitos de engenharia e design do Grupo e seus reflexos sobre os produtos ali concebidos, mas, para além disso, perceber os valores imprimidos no estilo de relacionamento com seus clientes.

Quando perguntado sobre as perspectivas do caça conquistar um desempenho de vendas semelhante ao sucesso do Mirage, guardadas as devidas proporções da realidade atual de redução do número de aeronaves e restrições orçamentárias, Monsieur Trappier afirma que o momento dos resultados está em franco caminho de concretização.

Ele estava certo.

O Dassault Rafale obtém o seu terceiro contrato neste primeiro semestre de 2015. Foram os seguintes contratos:

- Egito – Fevereiro – 24 Aeronaves
- Índia - Abril – 36 Aeronaves
- Qatar – Abril - 24 Aeronaves



Texto na íntegra da entrevista com o CEO TRAPPIER 

Rafale avança na conquista de sucesso comercial 2013 Link


DASSAULT – Adieu Edelstenne - Bienvenue Trappier 2012 Link


Charles Edelstenne - Entrevista do Chairman e CEO da Dassault Aviation 2003 Link.
RAFALE - 24 para o Qatar Link

Rafale Link

Rafale avança na conquista de sucesso comercial Link

Rafale “exposto” em Raio-X Operacional Parte 1 - Introdução



Outras coberturas especiais


KC-390

KC-390

Última atualização 26 SET, 09:35

MAIS LIDAS

HO