COBERTURA ESPECIAL - Gripen NG Brazil - Aviação

11 de Setembro, 2019 - 10:10 ( Brasília )

Ministro da Defesa e Comandante da Aeronáutica participam da apresentação do Gripen

Evento ocorreu nesta terça-feira (10), em Linköping, na Suécia



Tenente Emília Maria E Tenente-Coronel Santana

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, participaram, nesta terça-feira (10), em Linköping, na Suécia, da apresentação do primeiro F-39 Gripen brasileiro, marcando o início da fase de ensaios em voo da plataforma.

Inicialmente, os voos de teste serão feitos na Suécia e, em seguida, a campanha prosseguirá no Brasil. A entrada em operação da nova aeronave de caça, na Força Aérea Brasileira (FAB), está programada para ocorrer em 2021.

A cerimônia também contou com a presença do Embaixador do Brasil na Suécia, Nelson Antonio Tabajara de Oliveira; do Ministro da Defesa da Suécia, Peter Hultqvist; do Comandante da Força Aérea Sueca; Major General Mats Helgesson; e do Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira.

O Comandante da Aeronáutica comentou sobre a importância do momento. “O F-39 Gripen representa, na FAB, um significativo salto tecnológico para a aviação de caça, bem como um exemplo exitoso de desenvolvimento colaborativo, baseado na transferência de tecnologia e fomento à Base Industrial de Defesa”, disse.

“A Força Aérea terá um novo vetor multimissão para o cumprimento de suas ações de Controlar, Defender e Integrar o território nacional. Sinto-me muito feliz por fazer parte deste marco histórico”, completou o Tenente-Brigadeiro Bermudez.

O Ministro da Defesa brasileiro também destacou a importância do compartilhamento de experiências advindo da cooperação entre Brasil e Suécia. “O Gripen aumenta a capacidade operacional da Força Aérea Brasileira e impulsiona uma parceria que fomenta a pesquisa e o desenvolvimento industrial dos dois países”, declarou Fernando Azevedo e Silva.

 
O projeto

As atividades conjuntas se iniciaram em 2014 com a assinatura do contrato para o desenvolvimento e produção de 36 aeronaves Gripen E/F para a Força Aérea Brasileira, incluindo sistemas embarcados, suporte e equipamentos.

As plataformas são desenvolvidas e produzidas com a participação de técnicos e engenheiros brasileiros. Essa integração faz parte da transferência tecnológica e visa proporcionar o conhecimento necessário para a continuidade das atividades no Brasil.

O avião brasileiro se baseia no design de versões anteriores, porém com as particularidades solicitadas pelo Comando da Aeronáutica (COMAER). Atualmente, cinco países operam o Gripen: Suécia, África do Sul, República Tcheca, Hungria e Tailândia, e, em breve, o Brasi fará parte desse grupo.

 

Fotos: SAAB


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


EC725 / H225M

EC725 / H225M

Última atualização 20 SET, 10:50

MAIS LIDAS

Gripen NG Brazil