COBERTURA ESPECIAL - Guerra Hibrida Brasil - Pensamento

02 de Maio, 2019 - 21:40 ( Brasília )

Clube Militar - Desagravo e alerta



Clube Militar - Desagravo e Alerta

 

Cel Sérgio Paulo Muniz Costa

  
Neste difi?cil momento da vida nacional, agravado pelas manobras so?rdidas daqueles que desejam manter o Pai?s sujeito a? corrupc?a?o, a? viole?ncia e ao atraso, e? imperioso vir a pu?blico manifestar profunda preocupac?a?o com o acirramento de a?nimos por conta de pronunciamentos, atitudes e medidas que conspiram contra o entendimento pelo qual anseia a sociedade brasileira.
 
Que sejam essas palavras de desagravo a todas as autoridades que, no fiel desempenho de suas atribuic?o?es e animadas do mais elevado patriotismo, ve?m sendo alvo de mentiras e intrigas cuja finalidade na?o e? outra sena?o prejudicar os esforc?os de recuperac?a?o e saneamento nacionais. Na?o poderi?amos nos omitir na defesa dos soldados e dos cidada?os que, desassombradamente, atenderam a? convocac?a?o para compor a alta administrac?a?o do governo eleito pela maioria da populac?a?o com o compromisso de conduzir as reformas urgentes e necessa?rias para tirar o Brasil da perigosa situac?a?o em que se encontra.
 
Desagravo tambe?m aos militares, atingidos pela incontine?ncia verbal que, impune, prospera inexplicavelmente em distintas esferas de poder e de influe?ncia no Pai?s buscando, pela intimidac?a?o e coac?a?o, impor ideias e teses radicais que na?o se coadunam, em absoluto, com a i?ndole da populac?a?o brasileira cre?dula nos valores militares que ajudaram a eleger o atual governo.
 
E desagravo a? Repu?blica, equivocadamente tida por vulnera?vel ao assalto de aventureiros ignorantes mancomunados em uma nova internacional extremista. Na?o bastasse o amadurecimento de uma sociedade que aprendeu a aprender sobre a realidade poli?tica do Pai?s, por sinal melhor do que os sa?bios de baixo cala?o em voga, a cultura, o pensamento e a memo?ria nacionais fazem desse projeto tresloucado uma redonda impossibilidade que chega ao paroxismo do ridi?culo.
 
Em boa parte, isso esta? acontecendo porque, mais uma vez, os militares brasileiros sa?o confundidos, por desinformac?a?o ou ma? fe?, com uma facc?a?o ou partido que persegue interesses pro?prios, dentro e fora do governo, o que permite opor a sua “ala militar” a qualquer idiossincrasia disfuncional que, com efeito, investe na?o contra os militares, mas sim contra a soberania, a paz social, a seguranc?a e a democracia do Brasil.
 
E? inadmissi?vel que expoentes dessa linha exo?tica de pensamento, independentemente de onde estejam, continuem a exibir suas prefere?ncias ideolo?gicas sem serem reprovados pela sociedade brasileira, usando saudac?o?es fascistas na conclusa?o de seus discursos ou citando em suas ana?lises desmioladas Carl Schmitt, o teo?rico constitucional que se colocou a servic?o do Terceiro Reich. Por quem tomam os brasileiros? Por covardes? Por ignorantes?
 
Onde esta?o os verdadeiros jornalistas, juristas e historiadores do Pai?s que na?o denunciam as terri?veis similitudes que existem entre esses valento?es de internet e os arruaceiros que tomavam as ruas nos anos 30 do se?culo passado, enfrentando os comunistas para decidir quem teria a primazia de destruir a democracia liberal que sempre odiaram?

Na?o sabemos onde pretendem chegar esses baderneiros ideolo?gicos que ja? se sentem seguros o suficiente para na?o esconderem o que sa?o.

Sabemos sim que os militares brasileiros, a?s ve?speras da Segunda Guerra Mundial, souberam repudia?-los, recusando-se a assistir desfiles de camisas verdes integralistas no 7 de Setembro ou deixando o audito?rio da Escola de Estado-Maior do Exe?rcito durante a exibic?a?o pelo adido militar alema?o do filme de propaganda da campanha nazista na Polo?nia. O tempo e os acontecimentos se encarregariam de nos levar a vence?-los nos campos de batalha da Ita?lia, mas, bem antes disso, nossa nacionalidade ja? havia nos mostrado que teriam de ser enfrentados.

Portanto, enquanto a sociedade brasileira na?o desperta para mais um perigo que a espreita, enquanto ela na?o se da? conta de que esta? em vias de perder mais uma oportunidade para corrigir os rumos equivocados que vem trilhando, resta aos seus militares, quais sentinelas da Pa?tria, permanecerem alertas, antes de tudo, a?queles que querem silencia?-los.



Outras coberturas especiais


Ecos - Guerras, Conflitos, Ações

Ecos - Guerras, Conflitos, Ações

Última atualização 21 NOV, 11:10

MAIS LIDAS

Guerra Hibrida Brasil