17 de Janeiro, 2013 - 10:40 ( Brasília )

Geopolítica

França reforça contingente militar no Mali

Mali não é uma guerra francesa, afirma secretário americano

A França está reforçando seu dispositivo militar no Mali, com o envio de tropas suplementares e helicópteros de combate, indicou nesta quinta-feira o Estado-Maior das forças armadas francesas. "Continuam sendo mobilizados homens com helicópteros", disse à AFP o coronel Thierry Burkhard, porta-voz do Estado-Maior, sem informar o número de aeronaves envolvidas.

Helicópteros do tipo Gazelle e Tigre já foram mobilizados no Mali. Material e mantimentos também continuam sendo enviados ao país africano, com o apoio de aviões de transporte de Grã-Bretanha, Dinamarca e Bélgica.

Mali não é uma guerra francesa, afirma secretário americano

As operações militares no Mali não são uma guerra francesa, declarou nesta quarta-feira em Roma o secretário de Defesa americano, Leon Panetta. "No Mali, não acredito que se trate de uma guerra francesa, é necessário um esforço internacional", afirmou Panetta em um encontro com a imprensa na embaixada dos Estados Unidos em Roma.

"O objetivo é dar a possibilidade às forças africanas (da Comuidade Econômica dos Estados da África Ocidental, Cedeao) de controlar o território", disse Panetta. Panetta se reuniu nesta quarta com o chefe de governo italiano, Mario Monti.

Durante o encontro, classificado de "muito cordial", Monti e Panetta falaram sobre a situação no Mali, indicou um comunicado do governo italiano sem apresentar maiores detalhes.