14 de Janeiro, 2013 - 10:12 ( Brasília )

Geopolítica

Radicais do Mali ameaçam atacar coração da França


Após a força aérea francesa bombardear o norte do Mali em ação de combate contra terroristas, radicais islamistas prometem atacar o "coração da França" em nome da jihad, a guerra santa . De acordo com informações da agência AFP, um dos líderes do grupo extremista Movimento pela Unidade e Jihad no Oeste da África (o Mujao) prometeu uma retaliação e afirmou que os ataques podem acontecer em qualquer lugar da Europa.

- A França atacou o Islã. Então, nós atacaremos o coração da França. Em nome de Alá, golpearremos o coração da França - disse Abu Dardar, um dos responsáveis pelo Mujao. - O coração da França será golpeado em todas as partes. Em Bamalo, na África e na Europa.

No domingo, caças franceses bombardearam redutos islamista no norte do Mali, enquanto o governo da França enviava mais tropas para a capital do país, Bamaco. A a ação tem como objetivo desalojar rebeldes ligados à rede al-Qaeda que invadiram o norte malinês.

O ataque a Gao, a maior cidade da região desértica controlada por uma aliança de grupos islamistas, marcou uma decisiva intensificação do conflito, mostrando que a França está determinada a acabar com a dominação islamista na região e evitar que se transforme em uma base de ataques contra o Ocidente ligada à Al-Qaeda no Iêmen, Somália e outros países no norte da África.