21 de Dezembro, 2012 - 20:00 ( Brasília )

Geopolítica

Chile prorroga a presença de militares na Bósnia


O Congresso decidiu prorrogar por um ano, a partir de janeiro de 2013, a presença de tropas chilenas na Bósnia-Herzegovina, onde elas continuarão a colaborar com a missão europeia EUFOR-Althea, para manter a segurança e formar as Forças Armadas desse país.

“O Senado aprovou com unanimidade a prorrogação por mais um ano, a contar do dia 1º de janeiro de 2013, da participação das tropas chilenas na Missão de Estabilização da União Europeia na Bósnia e Herzegovina, mais conhecida como Missão EUFOR-Althea”, informou o Senado em um comunicado.

O Chile manterá um contingente militar de operações de paz com 15 membros – dois a menos do que no ano anterior – divididos entre o Quartel-General da EUFOR em Sarajevo e o Posto de Observação da cidade de Banja Luka, a 100 quilômetros da capital.

A presença militar chilena na Bósnia-Herzegovina começou em 2003, mas foi em 2005 que o Chile se integrou à missão europeia ‘Althea’, para apoiar a criação de “um ambiente seguro e estável” nesse país.