16 de Novembro, 2012 - 19:00 ( Brasília )

Geopolítica

Comunicado Oficial da Embaixada de Israel em Brasília



Comunicado Oficial da Embaixada de Israel em Brasília


Diante dos recentes acontecimentos, a Embaixada de Israel em Brasília emite nota com informações e esclarecimentos sobre os fatos na região.  

Israel sob ataque - Novembro 2012
Operação Pilar de Defesa
 
 
Pela terceira vez neste mês, civis do sul de Israel, Tel Aviv e outras cidades no coração de Israel, estão sob ataque de foguetes vindos da Faixa de Gaza.

Os ataques atuais começaram no sábado à noite, dia 10 de novembro, quando um míssil antitanque foi disparado contra um jipe do exército, que passava no lado israelense da fronteira. Quatro soldados das Forças de Defesa de Israel foram feridos. Desde então, centenas de foguetes foram disparados contra civis israelenses.
 
A vida de um milhão de israelenses está sob ameaça e o dia-a-dia no Sul de Israel foi interrompido completamente. 
 
Os residentes das comunidades próximas a fronteira de Gaza sofrem constantemente com os ataques de foguetes e morteiros. Estes ataques ocorrem de forma rotineira, assim como o aumento de outras atividades terroristas realizadas pelo Hamas ou por outras organizações terroristas que operam com a proteção do Hamas.
 
As pausas entre as ondas de ataques estão ficando menores. No último mês, Israel esteve sujeito a três períodos separados de ataques. Desde o começo do ano, mais de 800 foguetes e morteiros foram disparados contra Israel, um recorde desde o fim da Operação “Cast Lead” (Janeiro de 2009). Este pico é similar aos ataques sofridos em 2007/2008.
                                                           
 
Visão global
 
1. Mortos e Feridos

Três israelenses foram mortos quando um míssil atingiu a casa onde estavam em Kiryat Malachi. No mesmo incidente, quatro pessoas ficaram feridas, entre elas um menino, que ficou gravemente ferido, e outra criança. Desde o início dos ataques, vários civis israelenses sofreram ferimentos ou foram atendidos em estado de choque.
 
Escolas cancelaram suas atividades em todas as comunidades dentro de um raio de 40 km da Faixa de Gaza.
 
2. IDF atividades

A Força de Defesa e a Força Aérea de Israel continuam com pequenas e precisas ações, tendo com alvos locais de lançamento de mísseis e armazéns de armas pertencentes ao Hamas e outras organizações terroristas.
 
Principais mensagens:
 
·  Israel esta usando o seu direito legitimo de defesa. Israel está fora da Faixa de Gaza desde 2005;
 
·  Os disparos provenientes da Faixa de Gaza que estão sendo realizados há 11 anos visam, principalmente, a população civil israelense;
 
· Israel direciona suas ações contra alvos militares do Hamas e outras organizações terroristas e realiza todos os esforços para não ferir a população civil. Israel lamenta qualquer dano provocado aos civis e responsabiliza o Hamas por usar os residentes de Gaza como escudos humanos;
 
·  É importante ressaltar que as Forças de Defesa de Israel realizaram 20.000 ligações aos residentes de Gaza para alertar sobre a operação militar. A Força Aérea israelense espalhou panfletos sobre a Faixa de Gaza solicitando que os civis se distanciassem dos terroristas, armazéns de armas e locais de lançamentos;
 
·  Israel convoca a comunidade internacional a apoiar os esforços em erradicar o terrorismo e promover o fim, completo e permanente, dos disparos contra civis. Nenhum outro país aceitaria com tranqüilidade tal ameaça mortal,que desestabiliza a vida diária de seus cidadãos.
 
·  Israel continua atuando com o único propósito de defender seus cidadãos.

Embaixada de Israel

Departamento de Comunicação
Imprensa Contato : (61) 9657-1918