17 de Outubro, 2012 - 17:34 ( Brasília )

Geopolítica

Nações do Hemisfério Ocidental enfrentam ameaças comuns


Cheryl Pellerin*

Países do Hemisfério Ocidental são uma família que compartilha muitas ameaças comuns que os desafiam através das fronteiras e oceanos, disse o secretário de Defesa Leon E. Panetta no dia 8 de outubro, no Uruguai.

Panetta falou na sessão plenária da 10ª Conferência de Ministros da Defesa das Américas. Os temas da conferência incluem defesa e segurança, manutenção da paz, assistência humanitária e assistência em desastres. O secretário considerou esses temas uma parte importante dos esforços para reforçar a segurança e aumentar a cooperação entre as forças militares do hemisfério.

“Nas duas últimas décadas, nosso povo, nossas economias, nossas culturas e nossos valores uniram-se ainda mais, não apenas porque somos vizinhos, mas porque somos uma família neste hemisfério”, disse Panetta aos participantes de diversas nações.

Na semana passada Panetta divulgou a Declaração da Política de Defesa do Hemisfério Ocidental, uma estrutura para implementar a nova estratégia de defesa dos EUA na América Latina.

No Hemisfério Ocidental, de acordo com a nova política, os Estados Unidos revigoram suas parcerias em defesa e buscam novas parcerias, em consonância com a abordagem do presidente Barack Obama para a região, disse o secretário.

Os três objetivos da declaração incluem o seguinte:

- Instituições nacionais governamentais fortes, que permitam a todas as nações da região enfrentarem as ameaças reais ao estado e seus cidadãos.

- Ações compartilhadas contra as ameaças comuns através de forças de defesa mais eficientes e melhor coordenadas.

- Mecanismos e instituições multilaterais, como a atual conferência e o Gabinete Interamericano de Defesa, para se chegar a um consenso sobre a direção da colaboração para defesa do hemisfério.

Quanto à assistência humanitária e em desastres, os Estados Unidos apoiam a iniciativa chilena de acelerar e coordenar o auxílio aos esforços humanitários liderados por civis, disse Panetta.

Para a manutenção da paz, os países do Hemisfério Ocidental assumiram uma impressionante liderança ao se empenharem, enfrentarem e melhorarem os esforços de manutenção da paz das Nações Unidas, disse Panetta.

Em uma nova era de cooperação para a defesa no hemisfério, disse Panetta, “Nosso objetivo é trabalhar com as nações que desejem nossa ajuda para desenvolver sua capacidade para que possam se defender e garantir a própria segurança. Nosso interesse é trabalhar com vocês e não contra vocês”.

*Cheryl Pellerin, Assessoria de Imprensa das Forças Norte-Americanas