22 de Agosto, 2012 - 10:00 ( Brasília )

Geopolítica

Irã anuncia pacote militar em resposta a Israel e aos EUA


O Irã disse ontem ter aumentado sua capacidade de defesa graças a novos mísseis de fabricação nacional e à construção de uma importante base destinada a repelir ataques aéreos contra o país.

Autoridades do regime anunciaram os supostos avanços militares durante a celebração do dia da indústria bélica nacional, numa clara advertência aos arqui-inimigos Israel e EUA, que podem bombardear o Irã.

O presidente Mahmoud Ahmadinejad e o ministro Ahmad Vahidi (Defesa) participaram em Teerã da cerimônia de apresentação oficial de uma versão atualizada do míssil Fateh-110, testado no mês passado.

Segundo militares, o artefato, cujo nome significa "conquistador" em farsi, é mais preciso e eficiente em condições climáticas adversas que versões anteriores.

Ao contrário de outros mísseis capazes, em tese, de atingir Israel, o Fateh tem alcance de 300 km -suficiente para destruir alvos americanos em países vizinhos.

"Não queremos [usar os mísseis] para a conquista e dominação de países vizinhos e do mundo", disse Ahmadinejad, insistindo em que os foguetes têm função de "dissuasão".

Ahmadinejad e Vahidi também acompanharam a apresentação de um lança-morteiros e de um avião que será usado, entre outras coisas, para testes antirradar e simulação de combate.

Em outra cerimônia, no sul do Irã, perto da cidade de Abadeh, autoridades participaram do início da construção de uma base de 200 hectares que será usada como epicentro da defesa antiaérea nacional. O local, que deverá abrigar 6.000 soldados, servirá para treinamento.

As manobras são vistas por analistas como demonstração de autoconfiança do Irã diante do risco de sofrer bombardeios contra seu programa nuclear, que pode ter fins militares, o que Teerã nega.
Embora seja amplamente considerado a única potência nuclear do Oriente Médio, Israel diz encarar o Irã como ameaça existencial. (
Agência de Notícias - Jornal de Floripa)