27 de Abril, 2011 - 09:40 ( Brasília )

Geopolítica

Explosão em gasoduto do Egito compromete gás para três países

Abastecimento foi comprometido em Israel, Jordânia e Síria. Autoridades não descartam atentado terrorista como causa da explosão.

A explosão que atingiu, nas primeiras horas desta quarta-feira (27), o principal gasoduto do Egito, situado ao sul da cidade de Al Arish, na Península do Sinai, comprometeu abastecimento de gás em pelo menos três países da região. A rede, segundo autoridades locais, procede do Mar Mediterrâneo e abastece Israel, Jordânia e Síria.

As causas da explosão ainda não são conhecidas, mas as autoridades não descartam um atentado terrorista.

A explosão provocou um incêndio cujas chamas alcançaram uma altura de 20 metros. Não há informações sobre feridos. De acordo com a agência estatal “Mena”, as Forças Armadas foram destacadas para o local, mas ainda não conseguiram controlar o fogo, embora o abastecimento tenha sido interrompido.
 

Ayman Jahin, gerente geral do Gas Natural Holding Company, confirmou que o gás foi desligado para Israel, Jordânia e Síria. Ele informou ainda que um comitê viajou do Cairo para El Arish para avaliar os danos.

Maya Etzioni, porta-voz do ministério da Infraestrutura de Israel, confirmou que o fornecimento de gás foi cortado nesta quarta-feira.

Em 5 de fevereiro, em plena revolução egípcia, ocorreu uma explosão similar em um dos gasodutos principais de Al Arish que se conecta a Israel e à Jordânia.

(*) Com informações das agências de notícias Efe e Associated Press