16 de Agosto, 2012 - 08:12 ( Brasília )

Geopolítica

Governo repudia morte de brasileiros na Bolívia e pede rigor no caso


O governo brasileiro manifestou nesta quarta-feira seu "repúdio" à morte de dois brasileiros na cidade de San Matías, próxima à fronteira com o Mato Grosso. Rafael Max Dias e Jefferson Castro Lima foram queimados vivos. Em nota, o Ministério de Relações Exteriores informou que pedirá às autoridades bolivianas que "realizem as investigações necessárias com toda rapidez e rigor".

"A embaixada em La Paz foi instruída a manifestar às autoridades bolivianas repúdio ao crime contra os cidadãos brasileiros e a insistir que adotem medidas para evitar que ocorram situações similares", disse o comunicado. O governo brasileiro declarou, também, ter recebido com "consternação" a informação sobre o assassinato dos dois brasileiros "quando estavam sob detenção em uma prisão local".

O crime aconteceu na noite de ontem. Os dois brasileiros foram queimados vivos, com combustível vegetal, após serem retirados da cela em que estavam detidos como acusados pelo assassinato de três bolivianos na última segunda-feira.

Segundo a Polícia, centenas de pessoas saíram às ruas de San Matías para exigir vingança, ultrapassaram os agentes que tentaram dispersá-las com gás lacrimogêneo, tiraram os brasileiros à força das celas, jogaram gasolina e atearam fogo a eles.

O Ministério de Relações Exteriores informou, ainda, que pediu a seu consulado em Santa Cruz de la Sierra que organize uma visita de agentes consulares e Policiais brasileiros a San Matías para "colher informações detalhadas sobre o incidente, estar atento ao início das diligências policiais e prestar assistência às famílias das vítimas".

Com informações da Agência Brasil.