13 de Julho, 2012 - 10:39 ( Brasília )

Geopolítica

Militares de EUA e Rússia se reúnem apesar da tensão diplomática


O chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, general Martin Dempsey, recebeu nesta quinta-feira seu homólogo russo, Nikolai Makarov, com toda a pompa diplomática, apesar do atual contexto de tensões entre Washington e Moscou relacionado à crise na Síria.

Dempsey dedicou todo o protocolo de honras ao comandante-em-chefe das forças russas e primeiro suplente do ministro de Defesa, com 19 salvas de canhão, uma pompa pouco frequente no Pentágono.

A reunião dos altos oficiais e de suas delegações é realizada depois de a Rússia ter rejeitado um projeto de resolução dos países ocidentais no Conselho de Segurança da ONU contra a Síria, classificando o plano de inaceitável e advertindo que o vetará caso o texto seja submetido a votação nesta quinta-feira.

Está previsto que a reunião no Pentágono seja centrada no projeto de um escudo antimísseis da Otan na Europa, indicou uma fonte militar à AFP.

A Rússia considerou que esse sistema é uma ameaça para a sua segurança. Já a Otan assegura que a instalação do escudo tem como objetivo proteger seus países membros das ameaças do Oriente Médio, particularmente do Irã.