21 de Maio, 2012 - 10:28 ( Brasília )

Geopolítica

Rajoy apresenta Espanha como aliada confiável na Otan e no Afeganistão


O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, participa nesta segunda-feira na sessão de encerramento da cúpula da Otan, onde apresentou a Espanha como um parceiro confiável com a organização e onde ratificará o compromisso com o Afeganistão e com o calendário de retirada dos aliados.

Após uma primeira jornada centrada na crise econômica devido a sua reunião com a chanceler alemã, Angela Merkel, Rajoy voltará hoje ao McCormick Place, onde se realiza a cúpula, para fazer parte nos debates sobre o futuro do Afeganistão.

O Governo espanhol já adiantou sua intenção de não abandonar o país antes da data estipulada pelos aliados - final de 2014 - e garantiu também que assumirá sua responsabilidade na nova missão que a Otan quer iniciar depois para apoiar as forças de segurança afegãs.

Este ano a Espanha destinou 443 milhões de euros à missão Isaf do Afeganistão e desde que começou sua participação nela, em 2002, a presença dos soldados espanhóis custou 2,040 bilhões de euros.

Rajoy deixou claro no domingo perante os parceiros da Aliança que os cortes nos orçamentos de Defesa não podem afetar "a obrigação dos governantes de garantir a segurança dos cidadãos, em um mundo onde aparecem novos riscos".

O governante defendeu no plenário a cooperação entre países para aumentar a eficiência nas operações e, como exemplo da "solidariedade" necessária dentro da organização, destacou o acordo entre Espanha e Estados Unidos para que a base de Rota (Cádiz) se integre no escudo antimísseis.

Rajoy, acompanhado de seus ministros de Relações Exteriores, José Manuel García-Margallo, e de Defesa, Pedro Morenés, voará para Madri após acabar a cúpula.