21 de Maio, 2012 - 10:16 ( Brasília )

Geopolítica

OTAN aprova projetos da 'Defesa Inteligente'


A Otan aprovou neste domingo, durante a cúpula de Chicago, vários projetos da iniciativa de "Defesa Inteligente", com o objetivo de reduzir custos com armamentos, no momento em que vários membros da Aliança sofrem cortes em seus orçamentos. Principais projetos da iniciativa de "Defesa Inteligente" apresentados em Chicago:

Robôs para ''varrer'' bombas e minas em estradas
Liderados pela Itália, os membros da Otan financiarão a criação de robôs controlados a distância para "varrer" bombas caseiras e minas colocadas em estradas, baseados na experiência da Aliança no Afeganistão, onde tais explosivos provocam elevadas baixas.

Patrulha aérea de costa
A Alemanha criará um grupo de patrulha aérea de costa cujos aparelhos ficarão à disposição dos membros da Otan.

Gestão conjunta de munições
Após os combates na Líbia revelarem o problema de falta de munições, a Dinamarca foi encarregada de supervisionar um projeto de gestão conjunta dos paióis, com o objetivo de reduzir e compartilhar os custos de armazenamento.

Centro aéreo de treinamento
A Otan prevê oferecer um programa de treinamento para pilotos de helicóptero e pessoal de terra, focado na preparação dos contingentes para operações da Aliança e missões de treinamento das forças de segurança afegãs.

Manutenção de blindados
Este projeto, supervisionado pelos Estados Unidos, é desenhado para reduzir custos entre os membros da Otan na manutenção de veículos blindados danificados por minas e bombas, especialmente no Afeganistão.