21 de Maio, 2012 - 10:06 ( Brasília )

Geopolítica

EuroDAM - Escudo antimísseis está parcialmente pronto, diz OTAN


Os líderes da Otan declararam neste domingo operacional a primeira fase do escudo antimísseis destinado a proteger a Europa de potenciais ataques do Oriente Médio, informou um responsável da Aliança Atlântica. Trata-se da primeira das quatro etapas para se criar um sistema completo de defesa, baseado em tecnologia americana, até 2018-2020.

"A defesa contra estes mísseis é indispensável. Enfrentamos ameaças reais", afirmou o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, por ocasião da cúpula da Aliança em Chicago. O projeto é analisado há anos, mas foi lançado oficialmente em 2010 para se tornar o programa mais importante da Aliança Atlântica.

Para a Otan, a principal ameaça já não está na Rússia, como ocorria durante a Guerra Fria, mas sim no Oriente Médio e em outras regiões que adquiriram capacidade de lançar mísseis contra a Europa. Mas Moscou vê o escudo como uma ameaça e exige fazer parte do sistema ou receber garantias de que ele não visa sua capacidade de dissuasão.

O escudo terá um radar de grande potência na Anatólia turca, mísseis SM-3 instalados em fragatas Aegis no Mediterrâneo e interceptores em terra na Polônia e Romênia. Toda a estrutura ficará sob o controle da base de Ramstein, na Alemanha.