15 de Maio, 2012 - 10:08 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia suspeita que oposição síria receba treinamento no Kosovo


A Rússia suspeita que a oposição armada síria seja treinada no território do Kosovo, informou nesta segunda-feira o embaixador russo na ONU, Vitaly Churkin. Durante debate no Conselho de Segurança sobre o Kosovo, o representante russo fez alusão a "inquietantes informações da imprensa que dão conta de que as autoridades do Kosovo têm contatos com representantes da oposição síria para treinar insurgentes" sírios em seu território.

Fontes diplomáticas e meios de informação reportaram que pelo menos três ativistas sírios exilados estiveram recentemente no Kosovo com ex-rebeldes kosovares que lutaram na guerra separatista contra a Sérvia (1998-99). Tal iniciativa "se oporia aos esforços" do mediador da ONU e da Liga Árabe, Kofi Annan, e "faria de Kosovo um centro internacional de treinamento para diferentes insurgentes e grupos armados, o que seria um grave fator de desestabilização, que vai além dos Bálcãs", disse.

O ministro kosovar das Relações Exteriores, Enveer Hoxhaj, disse à imprensa que de fato tem havido "alguns contatos diplomáticos" com a oposição síria. "Apoiamos muito a sua causa", assegurou, embora quando perguntado sobre a possibilidade de que os rebeldes sírios fossem treinados em território kosovar, respondeu: "De forma alguma".

Churkin pediu que "as instâncias internacionais que operam no Kosovo se oponham a tal deriva", em alusão a União Europeia e ONU. A Rússia, alidada histórica de Belgrado, denuncia sistematicamente a independência do Kosovo, reconhecida por 90 países, entre eles 22 dos 27 membros da União Europeia, e considera esta província parte integrante da Sérvia.