30 de Abril, 2012 - 09:58 ( Brasília )

Geopolítica

Kim Jong-un elogia avanços militares em meio à incerteza nuclear


O líder norte-coreano, Kim Jong-un, elogiou os avanços da indústria militar de seu país durante uma visita a uma exposição de tecnologia bélica, informou a agência KCNA, enquanto permanece a incerteza sobre um possível teste nuclear do país comunista.

Kim Jong-un elogiou os cientistas e técnicos norte-coreanos por expor "invenções valiosas e imprescindíveis para a preparação de combate" do Exército Popular, assinalou um comunicado da KCNA, sem detalhar a data da visita.

O jovem líder, que também é comandante supremo das Forças Armadas norte-coreanas, ressaltou que estas realizam "ingentes esforços para solucionar os temas científicos e técnicos relacionados com os preparativos de combate".

A visita de Kim Jong-un à exibição de ciências e técnicas militares do Exército Popular norte-coreano aconteceu em um momento marcado pela tensão, depois que a Coreia do Sul advertiu para indícios que apontam para um novo teste nuclear de seu vizinho comunista.

Os serviços de Inteligência de Seul afirmaram em meados de abril que tinham detectado por satélite movimentos suspeitos na base de Punggye-ri, no nordeste do país, onde Pyongyang já realizou testes nucleares em 2006 e 2009.

Segundo publica nesta segunda-feira o jornal sul-coreano Joongang Ilbo, que cita uma fonte diplomática em Washington, os Estados Unidos teriam indicado a Seul que o teste poderia acontecer inclusive nesta mesma semana e Pyongyang poderia utilizar urânio altamente enriquecido em vez de plutônio, material utilizado em ocasiões anteriores.

A tensão na região aumentou nas últimas semanas, depois que no dia 13 de abril a Coreia do Norte lançou um foguete de longo alcance que lhe custou uma condenação do Conselho de Segurança da ONU, por considerá-lo um teste encoberto de mísseis.

O organismo, que já impôs sanções ao país comunista em seus testes nucleares anteriores, expôs sua determinação de tomar novas medidas punitivas caso a Coreia do Norte realize um novo teste atômico.