27 de Abril, 2012 - 11:10 ( Brasília )

Geopolítica

EUA divulgam documento que aprovou missão contra Bin Laden


A autorização dada pelo presidente americano, Barack Obama, aos membros do comando Navy Seals para atacar a residência onde Osama bin Laden se escondia foi divulgada nesta quinta-feira na forma de um memorando do diretor da CIA, Leon Panetta, e publicado pela revista Time. Essa publicação da "nota de memorando" foi feita com a aproximação do primeiro aniversário da morte do líder do grupo Al-Qaeda no Paquistão, tem data de 29 de abril de 2011 às 10h35 local e está escrita à mão e assinada por "DAI", o secretário de defesa Leon Panetta, então diretor da agência de inteligência CIA, seguindo decisão de Obama.

"A ordem é entrar e capturar bin Laden e se ele não estiver ali, sair", escreveu no memorando Panetta, à frente do Pentágono desde julho. Panetta recebeu a ordem do presidente através de Tom Donilon, conselheiro de segurança nacional. "Foi recebido o telefonema de Tom Donilon, o que indica que o presidente tomou a decisão de AC1", escreveu Panetta. "A decisão é prosseguir com o ataque". "AC1" se refere à residência de Abbottabad, ao norte da capital paquistanesa Islamabad, onde se escondia o chefe da Al-Qaeda, que morreu na incursão das forças especiais americanas no dia 2 de maio, segundo o governo de Obama.

Bin Laden morreu 10 anos depois dos atentados de 11 de setembro em Nova York. Essa operação secreta foi qualificada como "clandestina" pelo governo de Islamabad e provocou a reação da população paquistanesa, majoritariamente antiamericana, pela violação da soberania.