19 de Abril, 2012 - 08:19 ( Brasília )

Geopolítica

Índia testa com sucesso míssil nuclear de longo alcance


A Índia testou nesta quinta-feira um novo míssil de longo alcance com capacidade nuclear, capaz de atingir qualquer alvo no território chinês, revelou a agência encarregada do desenvolvimento de tecnologias (DRDO).

O míssil, um Agni V, da classe IRBM de projéteis "intermediários", com alcance inferior a 6.400 km, foi disparado às 08h05 (23h35 de Brasília) de um ponto situado no Estado de Odisha, na costa leste do país.

"Anuncio o lançamento com sucesso do Agni V (...) um acontecimento histórico que honra nosso país no âmbito da tecnologia de mísseis", declarou o chefe da DRDO, V.K. Saraswat, à TV estatal NDTV.

As autoridades indianas previam o lançamento para a tarde de quarta-feira na ilha de Wheeler, situada em frente à costa oriental do país, no Golfo de Bengala, mas o plano teve de ser adiado devido a uma forte tempestade.

"A Índia é hoje um país com capacidade provada para projetar, desenvolver e produzir um míssil balístico de longo alcance. Agora somos uma potência em matéria de mísseis", disse o chefe do DRDO, V.K. Saraswat.

"O rendimento do míssil Agni-V ficou provado com sucesso em suas três fases. Todos os objetivos da missão e os objetivos operacionais foram alcançados", acrescentou.

O teste é um passo considerável para a terceira potência econômica da Ásia, envolvida em um vasto programa de aquisições militares para modernizar o exército e ampliar seu sistema de defesa, especialmente diante da China.

O Agni V é um míssil de 50 toneladas e 17 metros capaz, em teoria, de atingir alvos em toda a Ásia, incluindo qualquer ponto da China, além de certas regiões da Europa, segundo os especialistas.

Apenas China, Rússia, França, Estados Unidos e Grã-Bretanha têm mísseis balísticos intercontinentais (ICBM), de alcance superior a 5.500 km.

Com informações da agência EFE