09 de Abril, 2012 - 11:21 ( Brasília )

Geopolítica

Afeganistão - Isaf anuncia morte do chefe do Movimento Islâmico do Uzbequistão


A missão da Otan no Afeganistão anunciou nesta segunda-feira a morte do chefe do Movimento Islâmico do Uzbequistão (MIU) no país durante um combate contra tropas afegãs e internacionais no norte.

O falecido, identificado como Osmani Sahib, "havia sido promovido recentemente" para substituir Makhdum Nusrat, líder máximo do MIU no Afeganistão, após sua morte em outra operação realizada no último dia 26 de março, segundo a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf).

A operação aconteceu "nesta semana" no distrito de Almar, na província de Faryab, a cargo de uma unidade afegã de operações especiais e de tropas internacionais, e nela morreram "muitos membros do MIU", acrescentou a Isaf.

A missão da Otan no Afeganistão comunicou também a morte de um líder talibã identificado como Shamsudín, na província de Badakshan, durante um bombardeio no sábado passado.

O comando da Isaf atribui ao falecido vários ataques contra as tropas afegãs e internacionais. "Após assegurar-se que não havia civis na área, as forças de segurança pediram o início do bombardeio", informou a organização multinacional no comunicado.

O MIU, criado em 1996 na província afegã de Kandahar, é uma organização insurgente supostamente vinculada à Al Qaeda que opera no Uzbequistão, Tadjiquistão e áreas do norte afegão com intenção, da mesma forma que os talibãs, de fomentar a criação de regimes islâmicos fundamentalistas.