09 de Abril, 2012 - 11:03 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia estuda participar da futura missão da ONU na Síria


A Rússia estuda a possibilidade de participar da missão de observadores que a ONU deve desdobrar na Síria caso prospere o plano de paz do mediador internacional Kofi Annan, afirmou nesta segunda-feira o vice-ministro de Relações Exteriores russo, Gennady Gatílov.

"Atualmente estamos examinando essa possibilidade. Mas, por enquanto, não posso dizer nada concreto", disse Gatílov à agência Interfax, ressaltando que é um "assunto bastante sério e requer estudos adicionais".

O vice-ministro de Exteriores lembrou que, de acordo com o plano de Annan, nesta terça-feira as autoridades da Síria devem retirar suas tropas das cidades e que para o dia 12 devem cessar todas as ações de violência, tanto das forças governamentais como da oposição.

"Depois, veremos como se desenvolve a situação", disse Gatílov, que não excluiu que já nesta semana Annan relate o andamento de sua missão ao Conselho de Segurança da ONU.

O diplomata russo reiterou o respaldo de Moscou à missão mediadora do ex-secretário-geral da ONU, que atua como enviado especial do organismo mundial e da Liga Árabe na Síria.

Segundo dados da ONU, desde o início dos protestos na Síria em meados de março de 2011, mais de nove mil pessoas morreram, enquanto mais de 200 mil se deslocaram para outras áreas dentro do país e 30 mil se refugiaram no exterior.