21 de Março, 2012 - 10:42 ( Brasília )

Geopolítica

Vinte e quatro guerrilheiros das Farc mortos e 10 capturados


Ao menos 24 guerrilheiros das Farc morreram e outros dez foram capturados no departamento de Arauca (leste, fronteira com a Venezuela), onde as forças públicas realizam ações depois que no fim de semana onze militares foram abatidos em uma emboscada.

O presidente Juan Manuel Santos informou em sua conta no Twitter sobre a operação. "Grande golpe para as Farc em Arauca, onde mataram nossos soldados. Vão 24 mortos e 10 capturados. Felicitações a nossas forças", escreveu o presidente em uma mensagem que foi retransmitida pelo site da presidência da República.

Os combates do Exército contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, comunistas) ocorreram depois que onze militares morreram no sábado nesta região em uma emboscada realizada por esta guerrilha, a mais antiga da Colômbia, com 47 anos de luta armada contra o Estado.

Os 24 guerrilheiros mortos se somam a outros três que caíram na terça-feira em confrontos com o Exército na mesma região, onde outros quatro também foram detidos, informou o Exército.

No departamento petroleiro de Arauca, também age a guerrilha guevarista Exército de Libertação Nacional (ELN).

Os onze militares que morreram no sábado nesta região, na ação mais sangrenta das Farc contra as forças públicas neste ano, foram mortos, ao que parece, por um erro tático, indicou no domingo o presidente Santos.

Os sangrentos combates contra as Farc em Arauca ocorrem em meio à expectativa pela anunciada libertação unilateral de 10 militares em poder das Farc há mais de 12 anos, que esta guerrilha anunciou que realizaria em dezembro passado.