15 de Março, 2012 - 09:57 ( Brasília )

Geopolítica

Dominó Árabe - Chanceler francês nega armas para rebeldes na Síria


O ministro das Relações Exteriores da França, Alain Juppé, jogou um balde de água fria nesta quinta-feira nos planos das forças rebeldes da Síria de receberem mais armamentos. Ele alegou que armar a oposição poderia levar a "uma catástrofe ainda maior do que a que existe hoje".

A oposição síria está dividida após um ano desde o levante contra o regime do presidente do país, Bashar Assad, e esforços diplomáticos para encerrar o conflito, que já provocou a morte de pelo menos 7.500 pessoas, parecem estar estagnados. As forças rebeldes estão pedindo por mais armas após sofrerem derrotas impostas pelas tropas do governo.

A França apoia a oposição contra Assad e pressiona pela saída do presidente do poder, mas está cautelosa quanto a se envolver em um novo conflito após seu papel de liderança nos ataques aéreos realizados pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na Líbia. As informações são da Associated Press.