01 de Março, 2012 - 08:57 ( Brasília )

Geopolítica

Tambores de Guerra - Senadores dos EUA manifestam apoio a Obama para ataque ao Irã


Um grupo de 32 senadores americanos apresentou nesta quarta-feira uma resolução no Congresso que antecipa seu apoio caso o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, decida atacar o Irã.

"Esta resolução não é uma autorização para utilizar a força militar", explicou o senador independente Joe Lieberman, presidente da Comissão de Segurança Nacional do Senado e líder dos congressistas que assinaram o documento.

"No entanto, é, sem dúvida, uma mensagem ao presidente Obama para que saiba que se ele decidir, como comandante-em-chefe, proceder em qualquer momento a um ataque militar contra as instalações de armas nucleares do Irã, pela segurança nacional dos EUA, então pode esperar um amplo apoio bipartidário do Congresso", acrescentou.

O senador republicano Lindsey Graham, outro dos patrocinadores da medida, lembrou que os líderes iranianos insistiram que Israel deve ser eliminado, e afirmou que é evidente a construção de um programa nuclear subterrâneo que parece mais militar que civil. "Nós não vamos permitir gente como essa, vamos detê-los", disse Graham, embora tenha acrescentado que sua primeira opção é utilizar sanções.

Precisamente nesta quarta-feira o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, se reuniu com seu colega americano, Leon Panetta, para analisar a situação no Oriente Médio.

A viagem de Barak precede à visita do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que chegará a Washington no domingo para participar do Comitê Americano-Israelense para Assuntos Públicos (Aipac, na sigla em inglês).

Segundo informou o diário The Wall Street Journal, o presidente americano pode endurecer no fim de semana seu discurso com relação ao Irã.