23 de Fevereiro, 2012 - 08:21 ( Brasília )

Geopolítica

ONU autoriza aumento de tropas de paz na Somália


O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) autorizou nesta quarta-feira um expressivo aumento na força de paz da União Africana na Somália em meio a uma ofensiva militar contra rebeldes islâmicos no miserável país. A missão, conhecida pela sigla Amisom, tem atualmente 12 mil soldados e policiais, mas poderá chegar a 17.731, conforme a resolução aprovada por unanimidade pelo conselho na véspera de uma conferência internacional em Londres que vai discutir medidas contra a instabilidade na Somália e a pirataria em seus mares.

Até agora, a Amisom é formada por soldados de Uganda e Burundi. A ampliação será feita principalmente pela inclusão sob seu comando do contingente queniano que desde outubro passado opera de forma independente no território somali para tentar frear o avanço dos rebeldes do grupo Al Shabaab, que Nairóbi acusa de cometer ataques e sequestros no Quênia.

Diplomatas disseram que o Djibouti também deve fornecer tropas para a nova fase da missão. Embora se trate de uma força da União Africana, a ONU deu sua autorização e financia grande parte das suas operações. A Amisom chegou à Somália em 2007, e desde agosto passado controla a capital, Mogadíscio. Os combatentes da Al Shabaab ainda dominam grande parte da Somália, e o fraco governo nacional controla apenas uma pequena parcela do território. Forças etíopes também estão na Somália, mas não devem ser incorporadas à Amisom e irão se retirar em breve, segundo diplomatas.