21 de Fevereiro, 2012 - 13:44 ( Brasília )

Geopolítica

Tambores de Guerra - Mapa mostra localização dos principais alvos nucleares no Irã

Irã diz que atacará inimigos se estiver em perigo

Pressionado pelas potenciais ocidentais sobre o seu programa nuclear, o Irã nega que esteja buscando a bomba atômica e se recusa a abandonar o desenvolvimento de sua tecnologia.

Em resposta, Estados Unidos e Israel ameaçam uma intervenção militar para frear as ambições do Irã, enquanto a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) aposta em novas inspeções para solucionar os mistérios que cercam o programa nuclear iraniano. Veja o mapa que mostra a localização aproximada e fornece informações sobre os principais centros nucleares do país.

O Irã realizará ações preventivas contra seus inimigos se sentir que há perigo aos seus interesses nacionais, disse o comandante-adjunto das Forças Armadas do país na terça-feira à agência Fars.

"Nossa estratégia agora é que, se sentirmos que nossos inimigos querem colocar em perigo os interesses nacionais do Irã (...), vamos agir sem esperar suas ações", disse Mohammad Hejazi.

O Irã enfrenta crescente pressão internacional por seu programa nuclear, que Israel e governos ocidentais suspeitam estar voltado para o desenvolvimento de armas - algo que Teerã nega.

Novas sanções ocidentais nos últimos meses tentam bloquear as exportações iranianas de petróleo, vitais para a economia do país. A República Islâmica ameaça reagir fechando o estreito de Ormuz, única saída do golfo Pérsico, rota crucial para o comércio petrolífero mundial.

Os Estados Unidos e Israel não descartam uma ação militar para destruir o programa nuclear iraniano. Na semana passada, uma fonte graduada de inteligência dos EUA disse que as agências americanas de espionagem acreditam que o Irã reagirá se for atacado, mas dificilmente iniciará um conflito.