24 de Janeiro, 2012 - 10:19 ( Brasília )

Geopolítica

Apesar de embargo, Patriota diz ter 'interlocução normal' com Irã


Laryssa Borges

O ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse nesta segunda-feira ter uma "interlocução normal" com o governo do Irã, ainda que os 27 países da União Europeia (UE) tenham decidido aprovar um embargo gradual à importação de petróleo iraniano como pressão para o fim do programa nuclear de Mahmoud Ahmadinejad.

O chanceler brasileiro evitou, no entanto, comentar a sanção imposta pelo bloco econômico e tampouco opinou sobre as ameaças do governo de Teerã de fechar o Estreito de Ormuz, uma passagem entre Irã, Emirados Árabes e Omã, estratégica para grande parte do petróleo que abastece diversos países no mundo.

Ao participar no Palácio do Planalto da cerimônia que marcou a entrega de 1 milhão de bolsas de estudo do programa Universidade para Todos (ProUni), o chanceler negou qualquer abalo nas relações com membros do país. "Eu continuo com interlocução normal com meus colegas iranianos", disse Patriota.