22 de Janeiro, 2012 - 20:33 ( Brasília )

Geopolítica

INFORME OTÁLVORA - Guerra contra as FARC aproxima-se da Venezuela - Argentina desbanca Negócios Brasileiros


Informe Otálvora. 22JAN12. Edgar C. Otálvora.  NotíciasClic
 

***** A Guerra da Santos  contra as FARC está perto da fronteira com a Venezuela.
***** Empresários associados  ao governo Kirchner iniciam nova ofensiva de marketing em Caracas.
***** Ministro de Cristina Kirchner chega à Venezuela oferecendo: TV, computadores e tablet montados na Argentina. Chávez fez o seu pedido.
***** O desemprego dos jovens preocupa especialistas. É de 15% na América Latina.
***** Governo venezuelano conseguiu reduzir o desemprego, sem aumento do emprego: OIT revela manipulação estatística.

 
Uma nova frente na guerra civil colombiana está prestes a abrir para o leste, junto à fronteira mais ativa com a Venezuela.
Versões do governo colombiano e das FARC concordam em descrever uma crescente aumento de tropas e armamento das Forças Armadas da Colômbia na fronteira Norte do departamento de Santander.

*****

Em uma carta aberta assinada por Timoleon Jimenez como o comandante do Estado-Maior Central das FARC, datad de 09JAN12, Timochencko menciona que "milhares de soldados e dezenas de navios artilhados,  em estado de guerra estão localizados em Cucuta, Ocaña, Tibú e outros locais, pronto para atacar. "

*****

Catatumbo no departamento de Norte de Santander, viu uma crescente atividade guerrilheira desde o final de 2011, especialmente no município de Tibu, logo após Tymoshenko ter ascendido à liderança das FARC. Em Catatumbo parece ter acontecido uma união dos três gruos guerrilheiros colombianos: FARC, ELN e EPL, este último tradicionalmente tem controlado a região de El Zulia, nordeste de Cucuta .

*****

Ataques a patrulhas militares e delegacias de polícia, explodindo oleodutos e linhas de energia e uma presença ostensiva de guerrilheiros na área chamaram a atenção para o que acontece na região da fronteira colombiana. O governo colombiano dá como um fato que Tymoshenko é mobilizada na fronteira com a Venezuela e a Colômbia, nos departamentos ao Norte de Santander e Cesar, e os estados venezuelanos de Táchira e Zulia. Os comandantes militares colombianos disseram que estão em perseguição a Tymoshenko o que vai significar um aumento na guerra contra as fronteiras com a Venezuela.

*****

Governo argentino iniciou uma ofensiva de marketing em Caracas.
Em 18JAN12, o ministro argentino de Planejamento Julio De Vido, visitou a  Venezuela. De Vido é o responsável pelos grandes  negócios  do governo Kirchner, com o mandatário de Caracas desde Nestor Kirchner, teve tratamento muito especial pelo  governo venezuelano.

*****

Chávez recebeu De Vido nos portões do Palácio de Miraflores e falou com a junto com ele. Fez uma viagem para o sul, parte da qual foi transmitido na televisão. A turnê presidencial incluiu uma excursão aérea ao projeto hidrelétrico  Tacoma no rio Caroni, transmitido ao vivo na televisão nacional.

*****

Além de De Vido, outros  viajante na lista de helicóptero militar venezuelano foi empresário argentino Enrique Pescarmona. As empesas Pescarmona têm sido  beneficiaram com a relação Kirchner-Chávez, recebendo grandes projetos na Venezuela, onde os grandes contratos de obras públicas grandes são alocados sem licitação ou qualquer procedimento administrativo.

*****

O enviado de Cristina Kirchner conseguiu que Chávez, em um talk show na televisão, desde as margens do rio Caroni, mostrasse para as câmeras de televisão um tablet da marca Ken Brown, montado na Argentina pela empresa Corporate Corp.  A empresa está ligada ao governo Kirchner, fornecendo notebook enormes quantidades de notebooks para o programa  "Conectar Igualdad."

*****

Um dos proprietários da empresa Coporate Corp SA, de acordo com a Agência de Notícias Federal da Argentina, é Claudio Cirigliano. Este é um empresário ligado ao governo Kirchner, a quem o Conselho Consultivo do Sistema de Televisão Digital, sob o ministro Julio De Vido, comprou em 2010, 300 mil conversores de TV digital.

*****

 
Na presença de De Vido, em cadeia de rádio e TV, Chávez anunciou o início de um novo programa industrial com a Argentina, para a produção do tablet que tem decodificador de TV digital, produzido pela empresa Corporate Corp SA "Primeiro, vamos importar alguns, mas, em seguida, avançar para a construção de uma fábrica aqui na Venezuela ", disse Chávez no que soou como um déjà vu. Na foto distribuída pelo governo venezuelano, mostra um De Vido que não esconde sua satisfação. Como antes, o ministro de Kirchner viajou a Caracas para vender e o cliente tinha comprado.

*****

Pressões do governo Lula da Silva conseguiu que  Venezuela, em outubro de 2009, optasse pelo sistema de televisão digital ISDB-Tb, a versão brasileira japonês protocolo ISDB-T.
Naqueles dias, o então ministro do Exterior Brasileiro e atual ministro da Defesa do Brasil, Celso Amorim, dedicou importantes e bem sucedidos  esforços para que a América do Sul (além de Cuba e Nicarágua)adotassem o sistema NIPO-brasileiro. Isso poderia criar um enorme mercado para equipamentos de TV digital fabricado no Brasil. Com a mudança de governo em Brasília parece ter perdido impulso esta linha de ação que foi a política oficial em tempos de Lula. Agora os argentinos apareceram em Caracas buscando o fornecimento de equipamentos para a televisão digital.

*****

Empresários argentinos agiram para que o governo Kirchner se tornasse o promotor na  Venezuela da venda de equipamentos montados na Argentina. De acordo com a agência oficial argentina Argentina, De Vido entregou Chávez de descodificadores, tablets com acesso aberto para a televisão digital e GPS. Chávez anunciou a compra de entre 250.000 e 300.000 decodificadores nos primeiros oito meses de 2012. O projeto foi colocado por Chávez nas mãos do Ministro da Ciência e Tecnologia da Venezuela.
O preço é ignorado nas negociações do governo Chávez com a empresa da Argentina
.

*****

O governo Chávez está no caminho para adotar o projeto do governo Kirchner da distribuição de tablets-televisores para a recepção  dos canais oficiais. Mesmo o uso mesmos gerentes que vendeu o equipamento para o governo argentino.
Televisão Digital aberta e tablets funcionando como receptores de TV, montados pela empresa, se encaixam pefeitamente com a agenda de campanha eleitoral que Hugo Chávez está planejando com vista às eleições de Outubro de 2012. A televisão ao vivo substituirá o esforço físico nas ruas, para um presidente - candidato que parece não estar em condições físicas para as atividades de campanha política nas  ruas diariamente.

*****

O desemprego na América Latina e no Caribe caíram em 2011, de acordo com o relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), lançado no final de 2011 e inclui dados dos 10 primeiros meses do ano. Os números indicam que o desemprego urbano caiu de 7,6% para 7%. Por trás dessa figura existe um outro alarme gerado pelos analistas de desemprego dos jovens da OIT. Em 2011, o desemprego juvenil na região foi de 15%, chamando a atenção para os casos da Colômbia (24%), Uruguai (20%), Panamá, Chile e Venezuela (mais de 18%).

*****

Colômbia registrou uma diminuição do desemprego urbano, que permanece nos dois dígitos: 11,8%, para avaliar as principais cidades. O impacto da massa deslocada do campo por motivo da violência, está sendo sentida duramente nas estatísticas econômicas colombianas.

*****

A Venezuela, de acordo com a OIT, foi uma modesta redução da taxa de desemprego passar de 8,8% em 2010 para 8.6 em 2011. O desemprego na Venezuela foi reduzido apenas na população adulta masculina, e aumentou nas mulheres e jovens. a OIT aponta, como o desemprego juvenil mais elevada na Venezuela, "Essa tendência pode refletir um desincentivo à procura de oportunidades de emprego para mais restritivas pela queda das taxas de emprego e desenvolvimento econômico depois."

*****

A manipulação estatística clássica seria usada pelo governo venezuelano para reduzir os números do desemprego oficial. Enquanto na Venezuela o emprego diminuiu em 2011, o desemprego diminuiu. Este curioso resultado só é possível quando você deixa cair o número de pessoas  economicamente ativas.
Nenhuma evidência de uma redução significativa no número de venezuelanos em idade ativa, a única explicação possível é fornecido pela manipulação estatística da OIT de números do desemprego a partir de Venezuela.

Informe Otálvora. 22JAN12. Edgar C. Otálvora.  NotíciasClic