17 de Janeiro, 2012 - 12:21 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia descarta mais reduções de seu arsenal nuclear


A Rússia considera que, por seus fatores desestabilizadores, o atual momento histórico não permite mais reduções de seu arsenal nuclear, anunciou nesta terça-feira o Ministério da Defesa russo.

"Ao se manterem os fatores de instabilidade, em um futuro previsível a Rússia manterá seu potencial nuclear em quantidade e qualidade suficientes para garantir sua segurança", afirmou o responsável da Segurança Nuclear da pasta, Yuri Sich, citado pela agência "Interfax".

A Rússia promoverá "reduções de maior alcance e limitações da potência nuclear" apenas após avaliar "todos os fatores que influem na segurança estratégica e afetam os interesses da segurança nacional" do país, apontou o oficial russo.

"A Rússia segue a favor do processo de desarmamento nuclear no mundo com o objetivo final da destruição total do armamento nuclear, mas cumprindo o princípio da mesma segurança para todos", detalhou Sich.

Segundo a doutrina militar aprovada há dois anos pelo presidente russo, Dmitri Medvedev, a Rússia se reserva ao direito de um ataque nuclear em caso de agressão exterior com armas atômicas ou convencionais.

Entre os principais perigos militares exteriores identificados pela doutrina russa estão a ampliação da Otan em direção às fronteiras da Federação Russa e o escudo antimísseis dos Estados Unidos, um assunto que continua opondo os dois países.