13 de Janeiro, 2012 - 10:37 ( Brasília )

Geopolítica

Panetta diz que EUA vão retirar 7 mil soldados da Europa


Os Estados Unidos vão retirar cerca de 7 mil soldados do contingente de 81 mil homens que mantêm na Europa, com base na nova estratégia de defesa e de austeridade do Pentágono, revelou nesta quinta-feira o secretário da Defesa, Leon Panetta.

O Pentágono prevê retirar duas das quatro brigadas de combate do Exército baseadas na Europa, com o total de 7 mil homens, declarou Panetta à agência de imprensa da Defesa (AFPS).

As brigadas de combate, cada uma com cerca de 3.500 homens do Exército (US Army) e cuja localização não foi precisada, serão substituídas por tropas de diferentes unidades, disse Panetta à AFPS.

A medida faz parte da nova estratégia americana de Defesa, apresentada no dia 5 de janeiro passado pelo presidente Barack Obama, e que prioriza a região Ásia-Pacífico e o Oriente Médio em detrimento da Europa.

O plano se concentra especialmente em eventuais ameaças provenientes do Irã e da China, com enfoque para as forças aérea e naval, também em detrimento de futuras campanhas contra insurgentes, como as realizadas no Iraque e no Afeganistão.

A revisão estratégica da Defesa adota um enfoque apropriado a uma época de austeridade, na qual a administração Obama se dispõe a cortar US$ 487 bilhões em gastos militares no período de 10 anos.

A crescente atenção de Washington na Ásia é alimentada pelas preocupações sobre a força naval e o arsenal chinês de mísseis contra navios, que poderão desafiar a superioridade militar americana no Oceano Pacífico e seu acesso ao Mar do Sul da China, rico em minerais.